Borracheiro não reage, entrega celular e mesmo assim é assassinado durante assalto em Simões Filho

Equipes da 22ª CIPM estão em diligências para prender os acusados

Autor: Redação

Publicada em


Foto: Reprodução

José Maria Ferreira de Almeida, 42 anos, conhecido como Jorge borracheiro, foi baleado e morto após entregar seu celular a assaltantes na noite deste sábado (10/2), em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). A abordagem aconteceu por volta das 19 horas, perto da casa da vítima na Avenida Paulo Souto, no Eucalipto, bairro da região central da cidade.

De acordo com informações de testemunhas enviadas a redação do Simões Filho Online, a vítima estava caminhando na companhia da esposa e da filha, quando foi abordado por homens armados anunciando um assalto. Imediatamente, ele entregou o aparelho e pediu para que não fizessem mal a sua família. Neste momento, porém, um dos assaltantes disparou contra Jorge.

Como já estava perto de casa, a própria comunidade fez o socorro. Ele foi levado ao Hospital Municipal de Simões Filho (HMSF), chegou a ser atendido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. A vítima deixou filhos e esposa.

José Maria era dono de uma borracharia, localizada ao lado da Oficina Irmãos Metralhas, no Bairro Cia 2.

REVOLTA

O cantor Duda Menezes pelas redes sociais, lamentou a morte do amigo. O músico ressaltou que o trabalhador é mais uma vítima da ‘epidemia’ da violência urbana que assola não só a cidade, mais o país. “Jorge era um cara fantástico, pai de família. Um homem de muita correria. É difícil isso”, lamenta o artista.

O clima de revolta se estendeu as redes sociais. “Era um pai de família. Gente boa. Que Deus conforte toda a sua Família e que a polícia consiga prender os autores de cometer essa barbaridade. Lamentável”, escreveu uma amiga no Facebook.

INVESTIGAÇÃO

Equipes da 22ª Companhia Independente de Polícia Militar estão em diligências para prender a dupla acusada de cometer o crime. O latrocínio, roubo seguido de morto, deve ser investigado pela 22ª DT.

O corpo foi encaminhado para exame necroscópico no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues, em Salvador, em seguida deve ser liberado a família para os procedimentos fúnebres.