Ônibus de Simões Filho e da região metropolitana devem deixar de circular na orla de Salvador

Ajustes foram necessários, para que a integração do sistema de transporte metropolitano com o urbano fosse possível

Autor: Débora Souza

Publicada em


Foto: Rodrigo Vieira

Os ônibus de Simões Filho e das cidades metropolitanas devem deixar de circular na orla da capital baiana, a mudança foi definida pelo Ministério Público da Bahia após uma reunião realizada na última terça-feira (10/10). De acordo com o órgão, as  alterações na orla da cidade serão realizadas imediatamente e no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) previa que os ônibus oriundos da Região Metropolitana de Salvador (RMS), seriam retirados de circulação da orla da capital sendo substituídos por coletivos urbanos.

Uma série de acordos e ajustes foram necessários, para que a integração do sistema de transporte metropolitano com o urbano fosse possível e ainda estão em trâmite. Uma das alterações discutidas foi a interrupção da circulação dos ônibus metropolitanos em Salvador através da substituição pelo metrô, na Avenida Paralela, e por ônibus urbanos, na orla da cidade.

De acordo com a  promotora Rita Tourinho, a circulação de ônibus metropolitanos na cidade de Salvador é uma irregularidade que vêm se perpetuando ao longo dos anos. “Para que a prefeitura interrompesse a circulação paralela ao metrô, e apenas realizasse as linhas troncais, circulando pelos bairros ao redor do metrô, o estado acordou que iria retirar os ônibus metropolitanos da orla”, explicou a promotora.

A reunião que aconteceu na sede do órgão, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), contou com os representantes do Estado; dos municípios de Salvador, Camaçari, Lauro de Freitas e Simões Filho; da Associação das Empresas de Transporte de Salvador (Integra); do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários da Região Metropolitana (Sindimetro) e dos empresários de transporte rodoviário metropolitano.