SIMÕES FILHO: Dinha se pronuncia sobre o caso que envolve Guterney, acusado de atropelar estudantes

O prefeito lamentou o episodio ocorrido na última quarta-feira (09/8) e disse que.

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Foto: Reprdução

O prefeito de Simões Filho, Diógenes Tolentino – Dinha (PMDB), se pronunciou publicamente sobre o caso que envolve o ex-candidato a vereador Guterney Nunes, atual assessor especial na Prefeitura Municipal de Simões Filho, lotado na Secretaria Municipal de Habitação. Guterney está sendo acusado de atropelar três estudantes durante um ato na Avenida Elmo Cerejo de Farias, em frente ao Ginásio de Esportes, no Bairro Cia 1, onde estudantes protestaram contra as péssimas condições do Colégio Estadual de Aratu.

Na manhã desta sexta-feira (11/8), o prefeito lamentou o episodio ocorrido na última quarta-feira (09/8) e disse que vai aguardar as investigações da Polícia Civil para tomar uma decisão sobre o caso. O gestor garantiu que vai tomar todas as medidas cabíveis para resolver a situação, e caso seja confirmado que o Servidor Guterney, tenha atropelado os estudantes, medidas administrativas serão adotadas e o caso não deverá ficar impune.

Dinha também revelou que durante o tempo que convive com o acusado, não conhece nenhum fato que desabone sua conduta. Segundo o gestor, Guterney sempre demonstrou ser uma pessoa muito ordeira, e classifica o ato, se comprovado, como uma “coisa lamentável”.

O caso

De acordo com os manifestantes, quando o veículo, uma S10 prata, chegou no local da interdição, os manifestantes já haviam ocupado a pista. O motorista tentou avançar, mas o veículo foi cercado. O condutor então engata marcha e em seguida arranca sobre os manifestantes. Os jovens atropelados sofreram ferimentos. Uma menina chegou a desmaiar, e outros dois estudantes foram socorridos para Unidade de Pronto Atendimento – UPA.

Repercussão

O caso ganhou repercussão não só na redes sociais, mas em todos os veículos de comunicação da cidade, repercutido a nível nacional por meio das emissoras de TV da capital baiana.

Investigação

Os estudantes já registraram uma ocorrência policial na 22ª Delegacia Territorial de Simões Filho, onde o caso segue sendo investigado. O Delegado deve ouvir o acusado nos próximos dias.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO