10 erros no currículo que os recrutadores não perdoam

10 erros no currículo que os recrutadores não perdoam
10 erros no currículo que os recrutadores não perdoam

10 erros no currículo que os recrutadores não perdoam.

Se você busca vaga de emprego deve ficar por dentro de todos os detalhes que envolvem um processo de seleção. Um dos pontos mais importantes é a forma como seu currículo é feito, antes mesmo de enviá-lo. Essa matéria vai te alertar sobre os erros mais comuns que farão seu currículo ser eliminado em qualquer processo seletivo.

Confira a seguir 10 erros mais comuns que os recrutadores não perdoam:

1. Uso indevido do “control C, control V”

Nada é tão nocivo para a credibilidade de um profissional quanto demonstrar preguiça na confecção do próprio currículo. De acordo com especialistas, uma prova cabal de desinteresse é trazer informações claramente copiadas e coladas em diferentes partes do documento. Portanto, não é raro encontrar currículos com descrições de responsabilidades idênticas nas diversas empresas pela qual o candidato passou. Sendo assim, o que se sente nessas repetições preguiçosas é que o profissional não tem cuidado com o recrutador e não está muito interessado na oportunidade.

2. Informações Falsas

Não invente experiências ou cursos apenas para preencher o espaço vazio no currículo. Os recrutadores sabem que um profissional que está dando seus primeiros passos no mundo do trabalho tem um currículo mais enxuto. Além do mais, mentira tem perna curta.

3. Falta de informação

Coloque as informações essenciais como telefone e e-mail. Nunca esqueça: no documento não podem faltar nome completo, bem como o bairro de residência.

4. Falta de organização no Currículo

É necessário manter um documento claro e organizado visualmente para que o recrutador consiga entender os objetivos e experiências.

5. Objetivo pressional sem clareza

O objetivo profissional deve ser claro e objetivo.

6. Erros de Gramática e Ortografia eliminam logo de cara

  1. Uso do plural inadequado
  2. Conjunção verbal
  3. Tempo do Verbo
  4. Uso do “mas” ou “mais”
  5. O uso do “Afim” junto ou “A fim” separado
  6. Palavras muito rebuscadas sem necessidade
  7. As abreviações de palavras
  8. Pontuações erradas

7. Chavões e elogios a si mesmo

Outro problema grave está na prática – muito disseminada – de usar adjetivos desgastados e vazios como “dedicado”, “proativo”, “ágil” ou “perfeccionista” para descrever o próprio comportamento.

Além de nada agregarem ao conteúdo do documento, essas expressões não têm credibilidade alguma. Afinal, autoelogio é como publicidade: fica difícil acreditar piamente se a parte interessada é quem está falando.

8. Tamanho insuficiente ou exagerado

Ainda que um bom currículo deva ser conciso, ele não pode ser curto demais. As principais informações têm que estar presentes – pelo menos para formar um retrato básico de quem é o candidato por trás do documento.

Um currículo com meia página é sucinto demais, mas se passar de cinco laudas também está inadequado. Portanto, o ideal é encontrar um meio termo para a extensão do documento. O princípio básico é simples: nada deve faltar, nem sobrar.

9. Layout extravagante

A não ser que você trabalhe na indústria criativa, é melhor fazer um currículo com visual simples e comedido. Por se tratar de um documento formal, o CV deve ter uma aparência sóbria.

Cores, fontes, logotipos ou imagens em excesso podem minar a atenção e até a paciência do recrutador. Para não errar, aposte em papel branco, poucas cores e fontes clássicas. O conteúdo deve chamar mais atenção do que o formato, por exemplo.

10. Complicar a leitura

Na hora de escrever o currículo, considere que recrutadores não têm tempo sobrando. Muita gente vem complicando o trabalho deles incluindo fotos, logos e outros recursos de design que não influenciam a decisão de contratação e ainda deixam a página confusa para a leitura.

A dica? Cuide para que a leitura do seu currículo seja agradável, sem grandes recursos de design (a menos que essa seja a sua área de atuação, claro!). Pode parecer uma abordagem um pouco chata, mas os recrutadores vão agradecer por isso.

Esse são os grandes vilões

Esses são os vilões dos currículos, então é necessário tomar cuidado redobrado. Portanto, dedique um tempo para descrever suas experiências e revise. Se continuar com dúvidas solicite a ajuda de amigos e parentes.

Veja mais