Moradora de Simões Filho que levou tiro no pescoço passa por cirurgia e segue internada na UTI

A jovem de Simões Filho é casada e tem um filho

Autor:

Publicada em


É  considerado grave o estado de saúde de Raimunda de Jesus Silva, de 29 anos, moradora de Simões Filho, que levou um tiro no pescoço durante assalto a um ônibus da empresa Santana, na manhã da última quinta-feira (15), na BR-324 nas imediações da cidade de Candeias, Região Metropolitana de Salvador.

 

 

Raimunda tem um apelido carinhoso, usado geralmente pelos familiares e amigos, que é “Rhay”. Ela mora em um apartamento no bairro Simões Filho I, é casada e tem um filho de aproximadamente 9 anos. A jovem sempre viaja para casa de parentes no Interior do Estado.

 

 

Segundo informações de familiares, Rhay passou por uma cirurgia na noite desta sexta-feira (16) e continua internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), do Hospital do Subúrbio, na capital. A assessoria de comunicação da unidade Hospitalar informou que o estado de saúde da Jovem é considerado grave, porém estável. Ela não tem previsão de alta médica. A jovem foi a única pessoa ferida durante o assalto.

 

 A jovem levou um tiro no pescoço durante assalto a um ônibus da empresa Santana


Entenda o Caso:
 

Segundo a Central de Polícia Civil, Três homens anunciaram o assalto quando o ônibus da empresa Santana chegava ao primeiro pedágio da concessionária Via Bahia, na BR-324, sentido da capital baiana. Durante a ação dos criminosos, um dos passageiros reagiu ao assalto e houve trocas de tiros. O trio realizou diversos disparos de arma de fogo dentro do veiculo e um deles atingiu a simõesfilhense. O ônibus comercial fazia a linha Salvador-Feira de Santana.

 

Durante a ação, a vitima foi alvejada com um tiro no pescoço. Ela foi socorrida para o Hospital do Subúrbio.

 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, os passageiros do coletivo não foram roubados, e, ao contrário do que a Polícia Civil informou, somente uma pessoa participou da ação.

 

Os assaltantes fugiram, e ainda não foram identificados pela polícia. A empresa Santana disse que o veículo já foi submetido à perícia.