Abono salarial PIS-Pasep será maior para quem recebe em fevereiro

Abono salarial PIS-Pasep será maior para quem recebe em fevereiro
Abono salarial PIS-Pasep será maior para quem recebe em fevereiro – Reprodução

 

Abono salarial PIS-Pasep será maior para quem recebe em fevereiro. Os pagamentos do abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) e do Programação de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) do calendário 2019-2020, ano-base 2018, começaram na última quinta-feira (16/01).

Os valores variam de R$ 87 ao salário mínimo vigente em janeiro, R$ 1.039. Porém, com o novo reajuste, quem receber a partir de fevereiro ganhará um pouco mais de dinheiro.

Leia também: PIS/PASEP passa ter novo valor a partir deste mês

A partir de fevereiro, Abono salarial PIS-Pasep será maior

Para os cidadãos que não tem direito a retirar o PIS/Pasep, ou seja, os nascidos entre março e junho e servidores com inscrição com finais 6; 7; 8 e 9; têm um motivo para comemorar, apesar de receber depois.

Com o reajuste do salário mínimo para R$ 1.045, que passará a valer em 1º de fevereiro, o valor a ser recebido também sobe um pouco (R$ 6), seguindo o piso nacional.

Como funciona a liberação de saques

Para trabalhadores da iniciativa privada, o pagamento do PIS pela Caixa Econômica Federal começa pelos nascidos em janeiro e fevereiro, enquanto para os servidores o pagamento do Pasep , feito pelo Banco do Brasil, se inicia para quem tem inscrição com final 5. O valor a ser recebido depende do tempo trabalhado com carteira assinada em 2018.

Nascidos entre julho e dezembro já tiveram os saques referentes ao ano-base 2018 liberado, e podem retirar o dinheiro até 30 de junho deste ano, bem como os nascidos nos demais meses. Quem nasceu entre janeiro e fevereiro saca a partir desta quinta-feira, e ficam faltando os nascidos em março e abril (saque será liberado em 13 de fevereiro) e maio e junho (19 de março). A data limite para todos é o final de junho.

No caso do Pasep, já teve direito a sacar quem tem inscrição com os finais 0, 1, 2, 3, 4 e agora 5, a partir desta quinta-feira. Finais 6 e 7 recebem a partir de 13 de fevereiro e 8 e 9 a partir de 19 de março. O final do calendário, assim como no PIS, é em 30 de junho.

Quem tem direito, como conferir e qual o valor?

Tem direito a sacar o abono salarial quem trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2018, recebendo, em média, até dois salários mínimos mensais. Além disso, é exigido estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e ter os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Caso tenha direito a sacar, basta apresentar um documento de identificação e o número do PIS/Pasep. Trabalhadores da iniciativa privada recebem pela Caixa e servidores pelo BB.

Correntistas da Caixa recebem o pagamento do PIS dois dias antes dos demais trabalhadores; enquanto no caso do Pasep o crédito em conta para correntistas do BB começa a partir do 3º dia útil antes do início de cada data de pagamento.

O valor do abono é proporcional ao período trabalhado. Quem trabalhou um mês com carteira assinada, por exemplo, recebe R$ 87, ou seja, 1/12 do valor total, que em janeiro é R$ 1.039.

Saques

Para sacar o PIS, o trabalhador com Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a uma casa lotérica. Sem o cartão, o valor pode ser recebido em qualquer agência da Caixa, mediante apresentação de documento de identificação.

Informações também podem ser obtidas pelo telefone 0800-726-02-07 da Caixa e no site www.caixa.gov.br/PIS, em Consultar Pagamento. Para isso, é preciso ter o número do NIS (PIS/Pasep) em mãos.

Quem têm direito ao Pasep deve verificar se houve depósito em conta. Caso contrário, basta procurar uma agência do Banco do Brasil com um documento de identificação. Mais informações sobre o Pasep podem ser obtidas pelo telefone 0800-729 00 01, do BB.

Com informações de Brasil Econômico

Veja mais