ABRINDO OS TRABALHOS: Veja os projetos prioritários da ALBA e Câmara de Salvador em 2018

Autor: Aratu Online

Publicada em


Do Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online

O ano de 2017 foi marcado pela aprovação de grandes projetos na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) e na Câmara Municipal de Salvador (CMS). No ano passado, ambas as Casas passaram ainda por um processo de atualização em suas presidências: no âmbito estadual, a cadeira que foi ocupada, por dez anos, pelo deputado Marcelo Nilo (PSL) agora segue sob o mandato de Ângelo Coronel (PSD). Já na Câmara, Léo Prates (DEM) substituiu os cinco anos de gestão do vereador Paulo Câmara (PSDB).

Comparado com o ano passado, e após os balanços apresentados pelos gestores no início do ano legislativo, quais serão os projetos priorizados pelas Casas em 2018? O Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online, fez um comparativo entre os primeiros dois anos em que a Alba e a CMS ganharam nova direção.

ALBA

Durante entrevista exclusiva concedida ao Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online, no ano passado, Coronel chegou a dizer que a prioridade da Alba era votar todos os projetos oriundos do Executivo, com o objetivo de devolver uma quantia ao Governo do Estado ainda em 2017. Para isso, a Casa privilegiou ações como a efetivação da contratação de todos os concursados e anulação do contrato com terceirizadas, economizando cerca de R$ 4 milhões.

Além disso, como principais projetos votados estão: o Fundo Penitenciário, para aplicação na segurança em presídios, equipamentos, armas, viaturas; alteração que permitiu reajustes para policiais e professores por iniciativa do Poder Executivo; e o projeto que propõe cabos e fiação subterrâneas para as ligações de energia elétrica na Bahia. No total, foram R$ 555 mil devolvidos aos cofres públicos.

Para 2018, o presidente do Legislativo quer ainda mais austeridade na sua gestão. “Queremos cortar pela metade os custos com Correios e Telégrafos. Também, estamos estudando a implantação de placas voltaicas para o uso da energia solar. Vamos ainda transformar a Alba num cartão-postal”, garantiu assessoria de Coronel. As ações da Polícia Militar e do Instituto Assembleia de Carinho também serão reforçadas.

CMS

Dentro do Plenário Cosme de Farias, na CMS, também, foram votados projetos importantes para a capital baiana. Em 2017, uma das primeiras ações de Léo Prates foi a criação da “Super Terça”, cujo objetivo é ampliar o debate sobre questões polêmicas que tramitam no legislativo municipal. Regulamentação do aplicativo Uber, Reda, aumento no IPTU, Escola Livre x Escola Sem Partido e reorganização dos bairros de Salvador foram alguns dos principais projetos discutidos no ano passado.

Segundo o presidente do legislativo municipal, o objetivo é “manter a Casa equilibrada em 2018”. “Vamos enxugar o máximo que pudermos, para fazer uma gestão ainda mais eficiente e econômica. Não há uma prioridade, claro que vamos sempre remanejando as votações, de acordo com a urgência que cada projeto demanda, mas a ideia é seguir os trabalhos da prefeitura e dos vereadores”, garante Léo Prates.