Acordo garante tarifa integrada de R$ 3,60 para passageiros de Simões Filho

Essas linhas terão como com ponto final as estações Mussurunga e Pirajá

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Foto: Jerffeson Brandão/Simões Filho Online

Os usuários do transporte metropolitano que utilizam o metrô e o ônibus urbano de Salvador pagarão apenas uma tarifa (atualmente R$ 3,60) em um período de duas horas, a partir do dia 1º de outubro. Com a tarifa única assegurada, a utilização do transporte público será menos custosa para a população de Simões Filho e outras cidades da região metropolitana. O acordo foi fechado nesta terça-feira (26/9), em reunião realizada no Ministério Público da Bahia (MP-BA), com representantes da prefeitura e de membros do governo estadual.

A partir do próximo domingo (1), o Governo do Estado também cortará as linhas metropolitanas que chegam em Salvador pela Avenida Paralela e BR 324. Essas linhas terão como com ponto final as estações Mussurunga e Pirajá, respectivamente. A modificação garante o acesso do passageiro metropolitano ao metrô e, posteriormente, ao sistema urbano de ônibus de Salvador sem pagar nada a mais.

O que mudou para Simões Filho

Ilha de São João x Pituba – passou a ser: MAPELE/ILHA DE SÃO JOÃO – ESTAÇÃO RETIRO

Simões Filho x Barra – passou ser: SIMÕES FILHO – BARRA VIA TERMINAL DO RETIRO

Simões Filho x Paralela/Itaigara – passa a ser: SIMÕES FILHO – TERMINAL DE INTEGRAÇÃO DE MUSSURUNGA

Alem da tarifa integrada, o Estado vai reduzir de forma imediata a alíquota de ICMS em 1% sobre o combustível dos veículos do Sistema de Ônibus da Prefeitura – STCO, em função da Prefeitura aceitar que os passageiros metropolitanos não precisem pagar uma nova tarifa para acessar o STCO.

O secretário da Casa Civil, Bruno Dauster, que acompanha o processo desde o início das negociações, destacou que a maior preocupação do Governo é com a população, buscando garantir mais agilidade e menos custo com transporte público. “Finalmente, depois de muito tempo em discussão, conseguimos avançar e garantir o direito da tarifa integrada ao passageiro metropolitano, que agora pode vir para Salvador e chegar até seu destino final pagando uma única passagem. Mais comodidade e menos gastos”, comemorou.

A reunião foi mediada pelos promotores de justiça, Rita Tourinho e Adriano Assis, e contou com a presença do secretário estadual de Infraestrutura Marcus Cavalcanti, do Procurador Geral do Estado, Paulo Moreno Carvalho e dos secretários municipais de Mobilidade, Fábio Mota, e da Casa Civil, Luiz Carrera.