Amante é atraído para encontro e queimado vivo por casal

Autor: Metrópoles*

Publicada em


A vítima foi queimada dentro do carro em área de eucaliptos

A Polícia Civil prendeu uma dupla acusada de um crime bárbaro. Eles teriam atraído Osorino Pereira dos Santos, 70 anos, para uma emboscada e queimado o homem vivo dentro do carro.

Os suspeitos presos são Daniel Pereira de Souza, 51, e Rosilene Alves de Souza, 47, que são casados. De acordo com informações do delegado Adval Cardoso, o crime hediondo teria sido cometido por vingança, uma vez que a acusada estaria em relação extraconjugal com a vítima.

Após descobrir a traição, Daniel disse para Rosilene que queria a separação. A mulher, então, com base em diligência da PCDF, prometeu ajudá-lo a se vingar de Osorino. Em troca, continuariam juntos. No dia 5 de outubro, a suspeita ligou para o amante e marcou um encontro romântico, às 18h, na entrada de Girassol, distrito de Cocalzinho de Goiás.

A vítima atendeu ao chamado de Rosilene. De lá, eles seguiram para uma chácara situada um pouco depois de Cocalzinho, onde Daniel os aguardava armado com uma faca e um revólver de brinquedo. Osorino foi rendido, amarrado e agredido.

Em seguida, o casal levou Osorino para uma área de eucaliptos em Brazlândia, local, conforme investigação da PCDF, pode ter sido queimado ainda vivo dentro do carro, um Fiat Uno, de cor verde, placa JHF 4172-DF. Daniel jogou gasolina no veículo da vítima, deixando o homem e o automóvel totalmente carbonizados.

A dupla vai responder por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Daniel e Rosilene foram presos após a Justiça expedir mandado de prisão preventiva.

Esse caso aconteceu em Águas Lindas de Goiás, no Distrito Federal.