Ameaças de toque de recolher no WhatsApp assusta população de Simões Filho

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


“Eu vou tocar o terror em Simões Filho, ta ligado! Não vai sobrar ninguém em pé. Se eu vê (sic) na rua a partir das 6 horas eu vou brocar eu vou furar todo de bala. Tá ligado! Não quero ver o comercio aberto (sic)”. A mensagem completa, em que aparece uma voz se dirigindo a população de Simões Filho, na Região Metropolitana (RMS), dura 23 segundos. A informação ganhou força em mensagens compartilhadas principalmente pelo Whatsapp e gerou preocupação de moradores. O uso do aplicativo para espalhar o terror virou febre, até pela facilidade: basta pressionar um ícone na tela e falar.

O caso está sendo divulgado por meio do aplicativo de celular WhatsApp. Moradores de Simões Filho estão recebendo uma mensagem de áudio em que um homem ameaça um toque de recolher. “Tô revoltado nessa desgraça (sic), mataram meu pivete. Eu vou tocar o terror em Simões Filho, tá ligado! Não vai sobrar ninguém em pé. Se eu vê (sic) na rua a partir das 6 horas eu vou brocar eu vou furar todo de bala. Tá ligado! Não quero vê (sic) o comercio aberto. Se eu vê (sic) polícia eu meter tiro porra. Mataram meu pivete hoje três horas da manhã e vou cobrar, vou cobrar – tá ligado!”, diz o áudio. Ouça o áudio abaixo.

.

Polícia desmente boato

O comandante da 22ª Companhia Independente da Polícia Militar de Simões Filho, Major Roberto Fera, garantiu que é boato o áudio que circula no WhatsApp. “Não haverá toque de recolher nenhum. Pois a PM estará pronta para atender qualquer necessidade da população de Simões Filho, bem como a Policia Civil e a Rondesp – estaremos atentos para atender a cidade. Isso é boato de toque de recolher. A PM estará de plantão 24 horas para atender todas as pessoas da cidade de Simões Filho”, tranquilizou o Major.  Clique aqui e ouça o que o Major disse sobre o caso.

MAIS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO