Antes de ser denunciado pela enteada Tiago Alves mantinha uma vida social ativa em Camaçari

Autor: Camaçari Notícias

Publicada em


Preso desde o dia 13 de fevereiro denunciado pela enteada Eva Luana de abuso sexual, tortura e abortos, Thiago Alves nega as acusações, permanece calado e sem advogado de defesa. Um defensor público deverá ser nomeado pela justiça.

Antes de o escândalo estourar e tomar proporções gigantescas, ele levava uma vida social ativa, passava finais de semana com amigos e com a família. Tinha conseguido um trabalho na prefeitura e executava suas tarefas sem nada que desabonasse.

De acordo com relatos, as revelações de Eva foram um choque para quem conhecia ela e Thiago, pois ambos demonstravam bastante afeto um para com o outro. As informações são do site Camaçari Notícias.

Thiago e Eva em momento de confraternização com amigos. (fotos recentes)

Entenda o Caso

A estudante de Direito Eva Luana da Silva, usou as redes sociais para relatar que ela e a mãe foram constantemente violentadas e torturadas durante anos pelo padrasto. “Foram nove anos sendo abusada praticamente todos os dias. Era algo cotidiano, coisa rotineira. Perdi as contas de quantas vezes fui vítima. Tinha vez que chegava a ser estuprada duas vezes no dia”.

A jovem contou que ainda se sente com medo mesmo após prisão de padrasto Thiago Oliveira Alves, na semana passada, após ela ter procurado a Polícia Civil para denunciar o caso. É que as lembranças dos momentos de terror que viveu por mais de oito anos ainda as deixa inquieta.

Como resultado dos estupros cometidos pelo padrasto desde que ela tinha 12 anos, a jovem disse que fez vários abortos. “Foram quatro ou cinco vezes”, lembra.

Eva levou o caso a público na última quarta (20/02), após relatar em cinco posts no Instagram toda a violência pela qual foi submetida dentro da própria casa, e que teve início quando ela tinha 12 anos. Ela conta que a mãe era constantemente vítima do companheiro e que, depois, passou a ser alvo dele também.

O padrasto de Eva, Thiago Alves, está preso.