Após sair para comprar ração, adolescente é baleado em mercado e fica paraplégico

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


— Minha vida parou pelo meu filho. Só lembro dele deitado tentando me confortar: “minha mãe se acalme, eu só tomei um tiro e não sinto minhas pernas”. Até hoje isso dói muito

[RoyalSlider Error] No post attachments found.

Este relato é a dor do sonho interrompido por causa da violência em Simões Filho, na região metropolitana de Salvador (RMS).  É o drama vivenciado por uma mãe que viu o filho ficar paraplégico, após um assalto em um mercadinho no Bairro Pitanguinha.

Éverson Vitor dos Santos, de 16 anos, havia saído de casa para comprar ração em um estabelecimento próximo de sua casa, quando ele e os outros clientes foram surpreendidos por três bandidos que anunciaram o assalto. Segundo informações de uma testemunha, os bandidos roubaram celulares e outros objetos pessoais mas, ao abordarem o jovem, se irritaram ao perceber que o adolescente só tinha moedas no bolso.

Após ser agredido, os assaltantes atiraram contra o jovem que ficou caído no local. Sem conseguir reunir muitos objetos de valor, os bandidos fugiram do estabelecimento e até o momento não foram localizados pela polícia.

Conforme a mãe da vítima, a bala está alojada na medula espinhal do jovem e ele está psicologicamente abalado, além de apresentar quadro de depressão.

De acordo com Elineide Gomes, a mãe da vítima, sua rotina foi radicalmente modificada após o triste fato. Elineide relatou ainda que fica emocionada todas as vezes que passa pelo local onde o crime aconteceu.

Ainda segundo a mãe, Éverson costumava jogar futebol, criava cavalos, participava de cavalgadas e viu a sua vida mudar de uma hora para outra.

Éverson Vitor dos Santos, de 16 anos é moradora da rua Direta do Lobão. O disparo  lesionou a coluna do adolescente e o deixou paraplégico. Veja outras notícias de Simões Filho

Veja também: Com 18 mortes, novembro já é o mês mais violento do ano