Aposentados e pensionistas: 12 situações que o INSS não permite e 9 coisas liberadas

Aposentados e pensionistas: 12 situações que o INSS não permite e 9 coisas liberadas.
Aposentados e pensionistas: 12 situações que o INSS não permite e 9 coisas liberadas.

Aposentados e pensionistas: 12 situações que o INSS não permite e 9 coisas liberadas.

O sistema do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) continua fazendo monitoramento de todos os benefícios pagos pelo órgão. Desde o ano passado, o órgão estabeleceu uma nova Estratégia Antifraude, através de um Sistema de Verificação de Benefícios. O objetivo principal é combater às fraudes e eliminar irregularidades nos mais diversos benefícios pagos pelo órgão.

No entanto, algumas regras tiveram que ser afrouxadas por causa da crise que o país vive atualmente. O órgão não quer expor os segurados ao risco da doença.

>CAS aprova mudança que rende salário melhor que o atual para os aposentados: entenda

Por isso listamos 12 situações que o INSS não permite mesmo na crise e 9 situações que o INSS está permitindo para ajudar os aposentados e pensionistas nessa crise. Veja abaixo:

12 situações que não são permitidas pelo INSS mesmo na crise:

  1. Familiares recebendo indevidamente benefício de parente que já morreu.
  2. Pessoas que fraudaram o sistema para obter a aposentadoria, fornecendo informações falsas
  3. Pessoas que se aposentaram com documentos falsos
  4. Pensionistas que também recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC)
  5. Servidores federais, estaduais e municipais recebendo BPC.
  6. Realização de Prova de Vida fraudulenta
  7. Quem está a mais de 6 meses sem revisão do benefício, no caso dos que recebem a aposentadoria por incapacidade.
  8. Valores mais altos do que os que se tem direito de fato.
  9. Quem recebe o BPC, mas possui renda acima da faixa permitida.
  10. As pessoas que recebem o benefício do auxílio-doença, mas que apresentam condições de trabalhar.
  11. Pessoas que recebem benefício por incapacidade permanente, mas tem condições de trabalhar.
  12. Acúmulo de benefícios indevidos.
>Não caia: Fraude oferece grana extra aos aposentados e pensionistas do INSS

9 situações que o INSS está permitindo por causa da crise: 

1) Prova de Vida: A prova de vida nos bancos está suspensa por 120 dias.

2) Recadastramento de Senhas: O recadastramento das senhas nos bancos também está suspensa por 120 dias.

>5 erros de aposentados e pensionistas do INSS na hora de cuidar do dinheiro

4) Sem Corte: Não haverá corte de benefício por falta de Prova de Vida em abril, maio e junho. INSS pode prorrogar prazo caso seja necessário.

5) Liberou procurações: O órgão determinou que o INSS aceite procurações que estão vencendo pelo mesmo período de quatro meses, ou seja, até julho.

>Descontos voltam a acontecer direto no salário do aposentado e pensionista do INSS

6) Liberou a falta de declaração: O INSS também decidiu não suspender benefícios de auxílio-reclusão, por 120 dias, por falta de apresentação de declaração de cárcere.

7) Liberou a falta de CPF: Também não suspenderá benefícios por falta de apresentação de CPFs

>INSS libera valor da 2ª parcela do Décimo de aposentados e pensionistas

8) BPC: Fez um novo calendário de cadastramento do BPC no Cadastro Único: Benefícios não serão cancelados até o inicio do novo calendário.

9) Pedidos antecipados: Antecipou R$ 600 para quem pediu o BPC

>Décimo Terceiro do BPC do INSS. Afinal, tem ou não tem direito?

INSS prorrogou atendimento remoto nas agências até 19 de junho para ajudar segurados e beneficiários

A medida visa a proteção da coletividade durante o período de enfrentamento da crise. Durante esse período, os casos que dependem de perícia médica serão analisados sem a perícia presencial, bastando que o segurado anexe o atestado médico pelo portal ou aplicativo Meu INSS. O Instituto vai antecipar parte do valor do benefício devido ao segurado de forma remota.

>Projeto de Lei pode liberar abono extra para mais de 20 milhões de aposentados do INSS

Veja mais