Articulação política: Dinha envia projeto à Câmara para recriar SESP e Genivaldo Lima deve ser o novo secretário

.

Autor: Redação

Publicada em


O prefeito de Simões Filho, Dinha Tolentino enviou para a Câmara Municipal de Vereadores, nesta terça-feira (04/12), o Projeto de Lei nº 031/2018 que altera a estrutura organizacional da prefeitura, solicitando a criação de mais uma Secretaria Municipal.

Em sua justificativa, o alcaide declara que a criação da Secretaria de Serviços Públicos (SESP) acontece com o objetivo de melhorar a adequação dos serviços públicos municipais, em especial as atividades inerentes às políticas de desenvolvimento urbano, uso do solo e iluminação pública.

Desta maneira, a pasta assumirá responsabilidade exclusiva sobre as atividades relacionadas à limpeza urbana e iluminação pública, que atualmente são coordenações vinculadas à Secretaria de Infraestrutura (SEINFRA).

Vale salientar que, quando assumiu a gestão municipal, em janeiro de 2017, o próprio prefeito Diógenes Tolentino pediu a extinção da SESP e a inclusão dos serviços inerentes à pasta para a SEINFRA, no sentido de reduzir a folha de pessoal e consequentemente diminuir custos.

O curioso desta história toda é que, justamente em época de crise econômica, em que a prefeitura declara dificuldades em assumir dívidas deixadas pela gestão anterior e com tantos secretários sendo taxados como inoperantes, mais uma pasta será criada, com cargos de primeiro escalão e salários altos.

O projeto segue para a comissão de justiça e deve ser votado e aprovado na próxima semana

Bastidores

Quem circula pelos bastidores da Câmara de Vereadores ouvi os burburinhos de que a recriação da SESP não passa de um novo acordo político entre o presidente cessante, Genivaldo Lima (DEM) e o chefe do Executivo, Dinha Tolentino (MDB).

De acordo com fontes seguras ligadas ao órgão público, em 2019 quando a presidência da Câmara for entregue ao vereador e líder do governo, Orlando de Amadeu (PSDB), Genivaldo será nomeado novo secretário de Serviços Públicos, abrindo espaço para mais um vereador suplente da base aliada.

Ainda conforme informações extraoficiais, o vereador suplente a ocupar cadeira no legislativo caso Lima seja nomeado secretário é o também democrata Nel da Metalúrgica. Em 2016, Nel concorreu ao pleito legislativo e somou 594 votos, o que não foram suficientes para elegê-lo.

Coincidência ou não, o suplente de vereador, que há tempos não comparecia na Câmara de Simões Filho esteve participando da plenária nesta terça-feira (04/12) e ainda foi cumprimentado diretamente pelo seu correligionário.

“Quero cumprimentar o meu futuro vereador Nel da Metalúrgica”, disse Genivaldo Lima sem medir palavras convidando o suplente para sentar mais a frente.

Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.