Simões Filho está de luto: Jacó Correia, professor de boxe, morre aos 49 anos

Autor: Redação

Publicada em


Jaconias dos Santos Correia, de 49 anos, conhecido popularmente como Jacó

“Retroceder Nunca, Render-se Jamais”, esse era o lema utilizado pelo professor de boxe, Jaconias dos Santos Correia, de 49 anos, conhecido popularmente como Jacó, um dos precursores do boxe em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Ele morreu nesta terça-feira (01/01), devido a complicações decorrentes de uma grave doença. O professor residia na Avenida Paulo Souto, em Simões Filho e deixou três filhos e dois netos.

A Luta contra a doença

De acordo com ex-alunos que entraram em contato com a redação do SIMÕES FILHO ONLINE, a luta do professor de boxe, começou no final do ano de 2018, quando ele passou a sentir fortes dores. Na época, foi levado ao Hospital Municipal de Simões Filho, onde realizou exames médicos, permanecendo internado por cerca de 15 dias.

Devido a gravidade do seu quadro de saúde, Jacó acabou sendo transferido para o Hospital do Subúrbio, onde exames mais complexos revelaram que ele estava com um tumor no cérebro. Após o diagnostico, ele foi internado no Hospital Roberto Santos, onde passou quase dois meses lutando contra a doença. Na unidade de saúde, os médicos realizaram Biopsia para avaliar a gravidade do tumor. Na última semana, exames também diagnosticaram que Jacó havia contraído Pneumonia.

Mesmo internado, sempre que era possível, Jacó fazia postagens em sua rede social informando seu quadro de saúde e pedia orações aos amigos.

No último dia 23 de dezembro de 2018, Jacó chegou a publicar uma postagem em seu perfil no Facebook, já com um tom de despedida, agradecendo aos familiares e amigos pelo apoio e orações. “Eu, Jacó, professor de boxe, venho dizer a vocês que não estou muito bem. Meu estado de saúde vem agravando e estou nas mãos de Deus. Preciso de um acompanhante 24 horas e, como minha família tem lá seus compromissos estamos pagando um acompanhante. Mais uma vez conto com a ajuda dos amigos e agradeço muito o carinho, a ajuda e as orações. Agradeço também os meus familiares e que Deus abençoe a todos nós. Fábio meu filho, amo você. Um abraço a todos”, escreveu o professor simõesfilhense.

Nesta terça-feira (01/01), o professor não resistiu e morreu na unidade de saúde. O sepultamento foi realizado as 10 horas da manhã desta quarta-feira (02/12) no cemitério São Miguel de Cotegipe, em Simões  Filho.

O legado

O professor Jacó se tornou conhecido em Simões Filho pelo trabalho social realizado juntos aos jovens do município. Com a finalidade de resgatar e evitar a entrada de jovens no mundo do crime, ele fundou uma escolinha que atende pelo nome de “Evolução”. Jacó acreditava que por meio do boxe, é possível atrair jovens para ensiná-los valores importantes, entre eles a disciplina e o desenvolvimento pessoal. Nem mesmo a deficiência na perna foi capaz de faze-lo desistir.

O operador de máquinas, David Ferreira dos Santos, de 38 anos, mora em Simões Filho e está entre os alunos que teve a sua vida impactada pelo projeto. Ele lamentou a morte do ex-professor. “Jacó fazia um trabalho social muito lindo na cidade de Simões Filho. Eu vi ele tirar muitos jovens do mundo das drogas – um trabalho fantástico – deixando um legado impressionante para o município”, destacou.

Edson, Washington, Marcelo e Almir, que também são ex-alunos de Jacó, ressaltaram que o simõesfilhense tem seu nome eternamente gravado na história do esporte, seja por suas atitudes exemplares ou pelo seu cartel de conquistas. “Nosso grande professor Jacó foi um dos melhores professores de boxe da cidade de Simões Filho. O professor é uma figura muito bem-quista, muito reverenciada em nossa comunidade”, pontuou.

O vereador Sandro Moreira, que também é adepto do boxe, lamentou a partida do professor simõesfilhense destacou o legado de Jacó na sua área de atuação. “Ele tem um legado muito grande no esporte da cidade. Ele formou bons atletas em Simões Filho e região. É uma perda muito grande para boxe e para o esporte”.

A equipe de reportagem do SIMÕES FILHO ONLINE manifesta profundo pesar pelo falecimento de Jacó. Ao registrarmos nossas condolências, expressamos apoio e solidariedade aos amigos, familiares e alunos.