Bahia empata com o Atlético-MG e deixa o Z-4

Autor: Redação

Publicada em


Foto: Felipe Oliveira – EC Bahia

Num jogo cheio de reviravoltas no final, o Bahia empatou em 2 a 2 com o Atlético-MG, na noite desta segunda-feira (30/7), na Fonte Nova, no fechamento da 16a rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols do Esquadrão foram marcados por Gilberto e Régis.

O resultado deixou o Tricolor na 15a colocação no torneio, com 17 pontos e um jogo a menos que a maioria de seus adversários.

O elenco agora volta suas atenções para a disputa da Copa do Brasil. Na quinta-feira (2/8), novamente na Fonte Nova, o Tricolor recebe o Palmeiras pelo jogo de ida das quartas de final. Para este duelo, o técnico Enderson Moreira contará com os retornos de Zé Rafael e Lucas Fonseca, que não atuaram nesta noite por suspensão.

O Bahia atuou durante todo o primeiro tempo pressionando a saída de bola do Atlético-MG, que tinha a clara proposta de jogo de contra-atacar se fazendo valer da velocidade de Chará. Este desenho tático da partida ficou ainda mais consolidado com o gol de Matheus Galdezani, logo a 4 minutos, chutando de dentro da área uma bola que desviou na zaga e tirou qualquer chance de defesa para Anderson.

Atrás no marcador, o Esquadrão não se desesperou e foi ganhando mais força no campo adversário. O time criou ao menos duas boas chances de empatar até o fim do primeiro tempo, em chute de Léo, aos 12, e em cabeçada de Edigar Junio, aos 36.

O Tricolor não mudou para a etapa final e não deixou o Galo respirar. Todo recuado, ocupando quase sempre o último terço do campo, o time mineiro dificultou a chegada pelo meio do Bahia, que tinha como melhores armas as laterais e as cobranças de bola parada. Em dois escanteios batidos por Vinícius, Tiago cabeceou com muito perigo, aos 12 e aos 15.

A todo tempo a bola rondava a área do Atlético-MG, mas foi apenas aos 38 que o Esquadrão empatou. Régis bateu rapidamente uma falta e deixou Gilberto livre para chutar, fuzilando o goleiro com uma bomba em seu canto esquerdo.

Os 16 mil torcedores se inflamaram ainda mais na arquibancada, mas num contra-ataque, aos 46, Ricardo Oliveira recebeu livre e tocou rasteiro, da entrada da área, na saída de Anderson. O tento quase silenciou a Fonte Nova.

Contudo, repetindo o que tem sido uma praxe em 2018, a equipe não desistiu e arrancou um novo empate, aos 48. Após lateral de Léo na área, a zaga cortou para o meio, Régis matou no peito e chutou de primeira para o gol, dando números finais ao marcador.

O Bahia atuou com: Anderson; Bruno, Tiago, Douglas Grolli e Léo; Gregore, Élton, Vinícius (Régis), Marco Antônio (Mena) e Edigar Júnio (Élber); Gilberto.