Bater pode: Presidente sanciona lei que libera agressão a mulheres e filhos na Russia

Autor: Web

Publicada em


O presidente russo Vladimir Putin sancionou, nesta semana, a polêmica “Lei do Tapa”. Aprovado pela Duma, espécie de congresso do país do leste europeu no final de janeiro, o texto descriminaliza as agressões domésticas.

A partir de agora, os homens do país estão autorizados a bater em suas mulheres e filhos, desde que não causem traumatismo sério às vítimas. Além disso, a agressão não pode acontecer mais de uma vez no intervalo de um ano.

Se respeitarem essas condições, o que antes era considerado um crime não passará de uma “ofensa administrativa”. Se o homem provocar “apenas’ sangramento, mas sem fratura, por exemplo, pagará uma multa ou ficará, no máximo, 15 dias na cadeia.

Grupos feministas se revoltaram com a aprovação do projeto. Eles afirmam que uma mulher morre a cada 40 minutos vítima de agressão doméstica no país. De acordo com a agência estatal de notícias RIA Novosti, todo ano 12 mil russas morrem pelo mesmo motivo.