Bebê recém-nascida é roubada dos braços da mãe em Salvador

Autor: Redação

Publicada em


Bebê recém-nascido é roubado dos braços da mãe em SalvadorNinguém imagina que alguém vá querer fazer mal a um bebê. No entanto, uma criança recém-nascida de 17 dias de idade foi roubada no meio da rua, dos braços da mãe, na tarde de sexta-feira (12/04), no bairro de São Cristóvão, em Salvador. O rapto aconteceu quando a mãe do bebê, identificada como Ana Paula Dórea Ferreria, de 18 anos, conduzia a criança para ser registrada em um Fórum da cidade.

A vítima, Ana Paula, contou que caminhava tranquilamente com a filha no braços nas imediações do Atacadão Atakarejo e do Hotel Hangar – ligação entre as avenidas São Cristóvão e Paralela – quando foi surpreendida por uma mulher armada. Ela teve seu rosto coberto e foi obrigada a entrar em um veículo. Mesmo com as vendas nos olhos, Ana Paula percebeu a presença de dois homens dentro do carro. Sob ameaças de morte, o trio teria circulado por alguns minutos com a mãe e o bebê pela região. Em dado momento, Ana Paula foi obrigada a entregar a filha, de inicias M.E., aos criminosos. O trio fugiu e a bebê não foi mais vista.

Desesperada, a mãe procurou a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes contra a Criança e Adolescente (Dercca), onde registrou a ocorrência.

Mulher misteriosa

Aos investigadores da Polícia Civil, a mãe da criança contou que durante a sua gravidez, uma mulher entrou em contato através do Facebook afirmando que tinha interesse em adotar a bebê. Segundo Ana Paula, essa proposta foi literalmente recusada. Após o ocorrido, o perfil da misteriosa mulher na rede social acabou sendo excluído.

Ana Paula e o pai da menina, Gleisson Mercês dos Santos, 24 anos, procuraram a Polícia Militar e a 12ª Delegacia Territorial de Itapuã. O casal tem outra filha de 2 anos e estão desesperados em busca do paradeiro da filha recém-nascida.

A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou que todas as informações fornecidas por Ana Paula estão sendo devidamente apuradas. A Polícia Civil também está ouvindo testemunhas e familiares sobre o caso.

SAIBA MAIS INFORMAÇÕES>>>