Black Friday: veja dicas do Procon-BA para comprar com segurança

Black Friday: veja dicas do Procon-BA para comprar com segurança
Black Friday: veja dicas do Procon-BA para comprar com segurança. Foto: Ablac

Black Friday: veja dicas do Procon-BA para comprar com segurança

A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-BA) divulgou, nesta terça-feira (17), dicas e recomendações aos consumidores para a Black Friday deste ano. No Brasil, o evento ocorrerá no dia 27 de novembro, mas muitas lojas já estão oferecendo descontos.

>Mudanças no horário do SAC em Simões Filho começam hoje

>Eleições 2020: estes são os vereadores escolhidos por Simões Filho

Uma das principais datas do ano para o comércio nacional, a Black Friday oferece descontos em produtos e serviços, mas os consumidores devem ficar atentos e tomar alguns cuidados.

A primeira e principal dica do Procon-BA para o consumidor é pesquisar os preços dos produtos com antecedência. Segundo o órgão da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), esta é a melhor forma para o consumidor saber se o preço da Black Friday está vantajoso ou não.

>Dinha é reeleito em Simões Filho com quase 34 mil votos

Compras online

Outra dica é em relação às compras online. Alguns produtos podem apresentar valor do frete mais elevado, o que torna a compra alta, mesmo com o “desconto” na compra do produto. O consumidor deve ficar atento e pesquisar em mecanismos que permitem realizar um comparativo de preços.

“É fundamental que o consumidor realize o seu planejamento financeiro e avalie o que deseja comprar. Após esse planejamento pessoal é preciso pesquisar e avaliar as diversas lojas e sites para que a compra seja a mais satisfatória possível para o consumidor”, explica o superintendente do Procon-BA, Filipe Vieira.

>Ampliação de indústria em Camaçari deve gerar 200 novas vagas de emprego

O órgão alerta ainda os consumidores para ficarem atentos a outras dicas, como: verificar o CNPJ (em local visível) e endereço físico da loja no site, caso a compra seja efetuada pela internet; exigir sempre o comprovante de compra, como cupom, nota fiscal e contrato; além de requisitar ao fornecedor que estipule a data e turno de entrega do produto a ser entregue.

Denúncias

Caso desconfie das ofertas, os consumidores podem denunciar por meio do aplicativo Procon BA Mobile, pelo e-mail ([email protected]) ou pelo Formulário Eletrônico disponível no site da SJDHDS.

>Governo desiste do Renda Cidadã e planeja ampliar Bolsa Família em 2021

Veja mais