Brasil tem recorde de mortes por covid-19 pelo terceiro dia seguido

 

Brasil tem recorde de mortes por covid-19 pelo terceiro dia seguido
Brasil tem recorde de mortes por covid-19 pelo terceiro dia seguido

Brasil tem recorde de mortes por covid-19 pelo terceiro dia seguido

O Brasil teve ontem (26) seu terceiro dia consecutivo com recorde diário de mortes por covid-19, na média móvel de sete dias, de acordo com o painel Monitora Covid da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Foi registrada nesta sexta-feira (26) a média móvel de 1.152 óbitos, maior número desde o início da pandemia, acima dos 1.148 do dia anterior e dos 1.123 de quarta-feira (24).

A média móvel de mortes de ontem é 8,2% maior do que 14 dias antes (1.065 óbitos) e 9,2% superior ao total de um mês antes (1.055).

Os casos, também segundo a média móvel de sete dias, chegaram a 53.422 por dia, 17,5% acima do número de 14 dias antes (45.470) e 4% acima dos casos diários de um mês antes (51.356).

>>Aneel mantém bandeira amarela e conta de luz permanece mais cara

Bahia confirma 137 mortes por Covid-19 em 24h

Pelo segundo dia consecutivo, a Bahia bateu recorde no número de novas mortes registradas. Somente nas últimas 24 horas, foram 137 óbitos, de acordo com o boletim da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) desta sexta-feira (26).

Na última quinta (25), haviam sido registradas 100 mortes (leia mais aqui). Com isto, o estado chega a 11.625 vidas perdidas no total. Na quarta (24), o número foi 68 – ou seja, em apenas três dias o número de óbitos confirmados em 24 horas dobrou.

A pasta, contudo, reforça que essas mortes não necessariamente se referem a casos acontecidos nas últimas 24h. Por conta da dificuldade em levantar os dados exatos, parte deles aconteceu em diferentes datas. Ainda assim, 80 ocorreram em fevereiro.

Dos 674.384 casos confirmados desde o início da pandemia, 642.921 já são considerados recuperados e 19.838 encontram-se ativos.

Até o momento, 430.630 baianos já foram vacinados contra aCovid-19, dos quais 96.081 receberam também a segunda dose, até as 15 horas desta sexta. A Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados.

>>Medidas restritivas: saiba o que poderá funcionar na Bahia de sexta a segunda

Veja mais