Brincadeira entre cinco adolescentes termina de forma trágica em Simões Filho

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Uma brincadeira entre cinco adolescentes terminou de forma trágica em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Um adolescente de 15 anos morreu afogado no fim da tarde desta terça-feira (27), quando nadava em uma lagoa que tem profundidade de aproximadamente 12 metros e não é cercada ou sinalizada.

O garoto identificado até o momento como Ricardo, de 15 anos, estava com mais quatro amigos, todos adolescentes e moradores do bairro Ponto Parada.

Era por volta das 16:00, quando eles foram até uma lagoa localizada próximo ao Rei da Pamonha, na BR-324, ao lado do posto Rotamil. A intensão dos adolescentes era apenas brincar de nadar, mas, um deles acabou morrendo. Os colegas viram Ricardo se afogando, porém não conseguiram salvá-lo.

Conforme o Bombeiro Mota, só foi possível fazer a remoção do corpo na manhã desta quarta-feira (28), o garoto Ricardo encontrava-se submerso na lagoa. A equipe especializada em mergulho do Batalhão do Corpo de Bombeiros, que contou com o apoio da Equipe Mota de bombeiros comunitários, localizou a vítima a nove metros de profundidade, após uma hora de buscas.

Para o Bombeiro Mota, é provável que Ricardo tenha ficado preso em algum objeto no momento do mergulho e não conseguiu se soltar. “É um local profundo e resgatamos a vítima a nove metros de profundidade preso a uma corda de nylon”, disse o Bombeiro.

Lagoa da morte

É de conhecimento público que várias pessoas já se afogaram nesta mesma lagoa, principalmente adolescentes, que vão no intuído de se divertirem. Infelizmente todos os anos uma ou mais pessoas perecem nessas águas. “Não é primeira vez que isso acontece. É preciso chamar atenção. Essa é a sétima vítima nesta lagoa”, alertou o Bombeiro Mota.

A operação contou com o apoio da Equipe Mota de bombeiros comunitários

Mãe desesperada

A mãe do garoto está completamente desolada. Ricardo era filho único e morava com os pais na rua da Aroeira no Bairro Ponto Parada. O jovem era estudante do 9º ano do Colegio Estadual Doutor Berlindo Mamede De Oliveira. “Foi uma coisa inesperada, uma coisa que chocou. Ninguém esperava perder ele tão cedo e de uma maneira dessa”, disse um amigo da família.

O corpo de Ricardo foi entregue à perícia e encaminhado para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues para poder ser liberado para o sepultamento, que deverá acontecer no Cemitério São Minguel em Simões Filho.


Copiar é crime previsto em Lei. Proibido copiar conteúdo sem autorização expressa do Simões Filho Online.  Se copiar coloque os créditos.