Cabeleireira estuprada é morta a facadas dentro do próprio apartamento em Simões Filho

Crime chocou a população de Simões Filho - Saiba detalhes do caso.

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Na tarde deste domingo (26), uma mulher de 24 anos foi estuprada e morta a facadas dentro do próprio apartamento, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

O corpo da vítima foi encontrado com sinais de violência sexual e várias perfurações de faca. O crime que chocou a população, ocorreu  por volta das 15h00, no bairro do Vida Nova, no Condomínio Residencial Palmeiras, do Programa Minha Casa, Minha Vida.

De acordo com a Polícia, o corpo de Ana Paula Silva Gomes, 24 anos, foi localizado no bloco 20, do apartamento 103, pelos próprios familiares que arrombaram a porta do apartamento. Ao entrar no imóvel, eles reataram que havia marcas de sangue pelo chão. Em seguida se deparam com Paula caída em um dos cômodos. Ela estava sem roupas e já sem vida caída na cama. Equipes policiais foram acionadas e o corpo da vítima tinha sinais de violência sexual. A Polícia Civil também prestou atendimento à ocorrência.

Ainda segundo os familiares, a vítima estava desaparecida – sem contato com a família desde sábado (25).

Ana Paula morava no Condomínio Residencial Palmeiras, mas trabalhava na Rua das Granjas, Bairro Pitanguinha Nova, como cabeleireira, em um salão de beleza. Segundo populares, Paula deixa um filho de 07 anos de idade.

Repercussão

O caso chocou a cidade de Simões Filho. O caso ganhou grande repercussão, principalmente nas redes sociais, com mensagens de amigos e desconhecidos das vítimas que demonstram o quanto a história é chocante. “Meu Deus, que coisa triste. Como pode alguém fazer isso com uma pessoa trabalhadora. Ela tinha muitos Sonhos – é lamentável”, disse Ângela – ela conhecia a vítima.

“Que barbaridade é essa – estou chocada até agora. Não consigo acreditar que isso aconteceu com essa menina. Ela chegava e saia e nunca mexia com ninguém.Não consigo entender o que aconteceu”, disse uma moradora, que preferiu não se identificar. Outra, demonstra apoio aos familiares “Eu não acredito, era minha amiga. Muito triste.Que Deus venha confortar essa família“, disse uma jovem.

O caso é investigado pela Delegacia de Simões Filho. A Polícia Civil ainda não informou a linha que investigação que está seguindo. O corpo de Paula foi recolhido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Salvador. Até o momento ninguém foi preso. A autoria e a motivação são desconhecidas.

MAIS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO