Caixa libera parcelas de R$ 600 e R$ 300 para novo grupo

Caixa libera parcelas de R$ 600 e R$ 300 para novo grupo
Caixa libera parcelas de R$ 600 e R$ 300 para novo grupo- Reprodução

Caixa libera parcelas de R$ 600 e R$ 300 para novo grupo

A Caixa deposita nesta sexta-feira (9) uma nova parcela do auxílio emergencial, que pode ser de R$ 600 ou de R$ 300, dependendo de quando o beneficiário teve seu cadastro aprovado. O pagamento de hoje é para aniversariantes de abril que não estão inscritos no Bolsa Família.

O depósito faz parte do ciclo 3. Entenda como funcionam os pagamentos e confira o cronograma completo.

>Novo grupo de beneficiários pode sacar o auxílio emergencial

>Caixa detalha calendário de pagamentos do auxílio emergencial

Depósito para nascidos em abril (ciclo 3)

A Caixa chama de ciclo cada calendário em que todos os beneficiários (exceto os do Bolsa Família) recebem pelo menos uma parcela, independente de qual seja. A cada ciclo há dois cronogramas, ambos levando em conta a data de nascimento do beneficiário.

O dinheiro depositado hoje, por enquanto, fica disponível apenas para transações digitais no aplicativo Caixa Tem. Saques e transferências serão liberados em 21 de novembro.

>Apenas 56% dos aprovados fora do Bolsa Família devem receber 4 parcelas de R$ 300

Quem recebeu a primeira parcela do auxílio em abril deve chegar agora à sexta parcela. Isso significa que o valor já será reduzido para R$ 300 (ou R$ 600 para mulheres chefe de família).

Pessoas que começaram a receber depois, entre maio e julho, ainda receberão uma das cinco primeiras parcelas. Portanto, o valor continua sendo R$ 600 (ou R$ 1.200 para mulheres chefe de família).

Existe ainda um grupo que foi aprovado depois de contestar o cadastro por meio da plataforma digital entre os dias 20 de julho e 25 de agosto. Esses beneficiários receberão durante o ciclo 3 a primeira parcela.

>PIX já se torna alvo de novos golpes; aprenda como não cair

>Milhões de beneficiários do Bolsa Família não receberão auxílio de R$ 300 – entenda

Fonte: Uol

Veja mais