Caso Ana Paula completa um ano: Família desabafa sobre morte da jovem em Simões Filho; veja vídeo!

Autor: Redação

Publicada em


O assassinato de Ana Paula Silva Gomes, 24 anos, completa um ano nesta segunda-feira (26/2). A cabeleireira foi morta a facadas dentro do próprio apartamento, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

O crime aconteceu no dia 26 de Fevereiro de 2017, no Condomínio Residencial Palmeiras, do Programa Minha Casa Minha Vida, no Bairro do Vida Nova, mesmo local em que Dhennyfer Nocato Soares Secundo, conhecida como “Galega da Rifa”, 31 anos, foi executada na última sexta-feira (23/2). Os dois crime são semelhantes, não só por ter sido duas mulheres, como também pela brutalidade em que os assassinatos foram cometidos.

Foto: Simões Filho Online

Ana Paula, que era uma moça muito extrovertida e querida, residia no Condomínio Residencial Palmeiras e trabalhava na Rua das Granjas, Bairro Pitanguinha Nova, como cabeleireira, em um salão de beleza com a irmã. Paula deixou um filho de 09 anos de idade e muitas saudades entre amigos e familiares que há um ano estão em busca de alguma resposta para o caso e anseiam por justiça.

“Minha irmã não merecia isso. Quanta saudade meu Deus, um ano de muita dor, mas sei e creio que a tua justiça não falha e nem demora, ela vem no tempo certo. Eterna irmã sei que um dia iremos nos encontrar”, desabou Tamara Silva, irmã de Paula.

A investigação sobre o crime continua a cargo da 22ª Delegacia Territorial de Simões Filho, mas até agora o suspeito de cometer o crime continua solto. A polícia ainda aguarda laudos do IML para saber se houve ou não violência sexual.

ASSISTA AO DESABAFO DA FAMÍLIA

O CRIME

De acordo com a Polícia, o corpo de Ana Paula foi localizado no bloco 20, pelo pai e irmãos, que arrombaram a porta do apartamento. Ao entrar no imóvel, eles relataram que havia marcas de sangue pelo chão. Em seguida se deparam com Paula caída em cima da cama. Ela estava sem roupas e já sem vida, apresentando sinais de violência sexual.

O caso de Paula, assim como a morte de Dhennyfer chocou a cidade de Simões Filho. Ambos casos ganharam grande repercussão, principalmente nas redes sociais, com mensagens de amigos e desconhecidos das vítimas.