Chineses querem comprar parte da Braskem da Petrobrás

Autor: Camaçari Notícias

Publicada em


A notícia de que a Petrobrás vai vender sua participação na Braskem, promete agitar o mercado petroquímico do país. Embora nenhuma das duas empresas tenha se pronunciado oficialmente sobre a negociação, a decisão parece já ter sido tomada e os interessados já começaram a aparecer.

Além da Odebrecht, que é acionista da Braskem, e da canadense Brookfield, uma empresa da China também quer entrar no páreo. De acordo com o site Bahia Econômica, os chineses têm dependência de petróleo e uma relação próxima com a Petrobrás, especialmente no pré-sal.

A Braskem é uma das mais importantes empresas do Polo Petroquímico de Camaçari e a primeira do Brasil que combina, em uma mesma organização, as operações da primeira e da segunda gerações da cadeia produtiva do plástico.

Autor: Sheila Barretto