Cinco homens morrem em confronto com a PM de Simões Filho e Catu

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


A Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Litoral Norte, com apoio das 22ª CIPM de Simões Filho) e 95ª de Catu, impediu investidas criminosas contra bancos na região de São Sebastião do Passé e Catu. Na manhã deste domingo (12), cinco assaltantes foram interceptados com armas de fogo, colete balísticos, munições, entre outros materiais.

Segundo a SSP, após denúncias anônimas, foram montados bloqueios, na BR-110. Um primeiro carro modelo Sandero, placa HHK-0882, furou a blitz, perdeu o controle e capotou. Dois homens saíram atirando e um ficou dentro do automóvel que acabou explodindo e pegando fogo, indicando a possível presença de explosivos.

Outro veículo, modelo Fox, placa PJQ-9339, parou antes da barreira policial e dois homens saíram disparando com armas de fogo. Os quatro criminosos ocupantes dos automóveis e o comparsa que não conseguiu sair do carro foram socorridos, mas acabaram não resistindo aos ferimentos.

Os mortos foram identificados como Claudinei Alves Souza, o ‘Capenga’, que respondia a três inquéritos, um deles por roubo a banco, Edson dos Santos, o ‘Bonitão’, com seis inquéritos em aberto sobre tráfico e roubos, apontado como parceiro de Adílson Souza Lima, o ‘Roceirinho’, fundador de uma facção criminosa.

LEIA MAIS: Saiba quem terá direito ao novo PIS 2019/2020

Completam a lista Alessandro Santos de Jesus autor de crimes contra bancos no Mato Grosso do Sul, Reinaldo Melo dos Santos que possuía mandado de prisão em aberto e Dênis Cortes Campos, que respondia a quatro inquéritos e também integrava a quadrilha de Roceirinho.

Com o quinteto foram apreendidos duas pistolas calibres 765 e 380, dois revólveres calibre 38, carregador, coletes balísticos, munições, algemas, entre outros itens.

“Estamos fazendo varreduras na região em busca de outros suspeitos. O grupo pretendia atacar bancos na região, mas chegamos antes e evitamos”, disse o comandante da Cipe LN, tenente-coronel Ricardo Mattos.