Com 950 alunos atendidos, projeto encerra ciclo de atividades em Simões Filho e Camaçari

Autor: Redação

Publicada em


Após doze meses de execução chegou ao fim o ciclo de atividades do projeto Oportunidade Através do Esporte. Somente no estado da Bahia foram 950 alunos atendidos em cinco cidades diferentes: Simões Filho, Camaçari, Feira de Santana, Lauro de Freitas e Mata de São João.

Os beneficiados foram crianças e jovens entre sete e 17 anos de idade e matriculados na rede regular de ensino. Nos núcleos foram ofertadas aulas de diversas modalidades esportivas como boxe, handebol, futsal, karatê, futebol de campo, vôlei e judô.

O coordenador técnico do projeto, Rodrigo Porto, comemorou o sucesso do projeto. Segundo o profissional, as atividades correram de forma tranquila nos núcleos. “Foi um ciclo maravilhoso. Ampliamos o projeto para novas cidades como Lauro de Freitas e Mata de São João. Durante os meses de atividades, as aulas aconteceram de forma exemplar, o que me deixa muito contente tanto do ponto de vista organizacional, quanto do técnico”, celebrou o coordenador.

O Oportunidade Através do Esporte foi realizado pela De Peito Aberto Incentivo ao Esporte, Cultura e Lazer com recursos da Lei Federal de Incentivo ao Esporte e patrocínio de grandes empresas como Cielo, Pirelli e Tivoli. A iniciativa contou com apoio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (SEJUV) de Camaçari, da Cidade do Saber, da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Feira de Santana, da Secretaria Municipal de Trabalho, Esporte e Lazer de Lauro de Freitas, das Obras Irmã Dulce e da Prefeitura de Mata de São João.

Lei Federal de Incentivo ao Esporte

Sabia que você pode destinar parte do seu imposto de renda para ajudar a transformar a vida de milhares de crianças e jovens do Brasil? A DPA realiza projetos de desportos-educacionais em vários estados do país e sua ajuda é muito importante para continuarmos a construir um futuro melhor.

Como participar:

Pessoa Física
Pode destinar até 6% do IR devido

Pessoa Jurídica
Empresas que declaram por meio de lucro real podem destinar até 1% do IR devido

Simples, sem custo e sem burocracia