Com gols de ex-tricolores, Vitória leva a melhor e encerra 100% do Bahia

Com passado no Bahia, Vander e Tiago Real marcam gols do Rubro-Negro baiano, que vence primeiro clássico do ano por 2 a 0, disputado na Arena Fonte Nova

Autor: Globo Esporte

Publicada em


Era preciso um teste de verdade. Diante de equipes de menor expressão, o Vitória titubeou no Campeonato Baiano e chegou ao primeiro Ba-Vi do ano acompanhado de suspeitas. E foi diante do maior rival que o Rubro-Negro provou que é capaz de crescer nos momentos certos. Na Arena Fonte Nova, pela sexta rodada do estadual, o Leão venceu o Bahia por 2 a 0. E o resultado teve um sabor ainda melhor graças ao fato de os gols terem sido marcados por Vander e Tiago Real, dois jogadores com passado recente pelo Tricolor, que receberam vaias antes de o jogo ter início e deixaram o gramado aplaudidos.

Outro ex-tricolor que teve destaque foi o goleiro Caíque. Com passagem pelas categorias de base do Bahia, o atleta fez a primeira partida como profissional neste domingo. Realizou defesas importantes e provou que Fernando Miguel pode ter uma sombra.

A derrota no clássico encerrou a campanha perfeita do Bahia na temporada. O Tricolor havia vencido os 10 jogos oficiais disputados na temporada. A única derrota no ano havia sido para o Orlando City, em amistoso disputado nos Estados Unidos.

O jogo

O apito inicial de uma partida pode transformar emoções. Antes de a bola rolar na Arena Fonte Nova, torcedores de Bahia e Vitória cantavam, trocavam provocações, aplaudiam e vaiavam. Quando o jogo teve início, o que era festa virou tensão. E não era para menos. Era o primeiro Ba-Vi do ano, clássico capaz de acirrar ânimos, mudar opiniões e elevar o moral para um dos lados. Sem piscar, os olhos do torcedor rubro-negro acompanharam toda a trajetória do chute de Amaral, que Lomba defendeu em dois tempos. O nervosismo se repetiu para a torcida do Vitória quando Juninho acertou um belo chute de longe, e o estreante Caíque espalmou pela linha de fundo. Quando Luisinho apareceu livre, na pequena área, e cabeceou à queima-roupa, a torcida reagiu incrédula à defesa de Caíque. O mesmo se repetiu quando Robert recebeu uma bola levantada na área e cabeceou ao lado do gol de Lomba.

Assim como o apito inicial, o gol também transforma emoções. Inverte o que era tensão em alegria. Devolve o tom de provocações, aplausos e vaias. Exatamente o que aconteceu no início da segunda etapa. Após falha da defesa do Bahia, Vander recebeu na grande área e chutou na saída de Marcelo Lomba para abrir o placar. E a alegria rubro-negra ficou ainda maior aos 14 minutos. Tiago Real aproveitou nova falha da defesa tricolor e chutou com estilo para ampliar o marcador. Vaiado pela torcida do Bahia no início da partida, o meia comemorou com os reservas do Vitória, enquanto os torcedores tricolores trocavam a tensão pela tristeza.