Com novos investimentos, governo espera gerar 23 mil vagas de empregos

Com novos investimentos, governo espera gerar 23 mil vagas de empregos
Com novos investimentos, governo espera gerar 23 mil vagas de empregos

Com novos investimentos, governo espera gerar 23 mil vagas de empregos.

Novos negócios e mais emprego e renda para a população dos estados de Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso e do Distrito Federal. A Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, aprovou, em 2020, oito novos projetos que atrairão mais de R$ 1 bilhão em investimentos para a região Centro-Oeste.

>>VIVO abre 100 vagas de emprego para trabalhar em home office

Parte desses recursos, o equivalente a 40%, são financiados pelo Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO) e já foram empenhados. O restante do investimento virá por meio de recursos próprios das empresas responsáveis pelos empreendimentos que estão sendo instalados. São projetos voltados a atividades produtivas. Com a ação, o Governo Federal espera criar quase 23 mil novos postos de trabalho.

“A Sudeco, sendo uma autarquia que visa ao desenvolvimento do Centro-Oeste, em 2020, teve um excelente desempenho no que diz respeito ao desenvolvimento da região. Foram empenhados cerca de R$ 471 milhões para empresas do Centro-Oeste, totalizando oito empreendimentos financiados pelo Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste”, afirmou a superintendente substituta da Sudeco, Franciane Nascimento.

>>WhatsApp avisa que vai deletar a conta de quem usa esse outro aplicativo

Com esses novos recursos, o Governo Federal espera contribuir para a retomada da atividade econômica da região. “Com o financiamento, vão surgir novas oportunidades de negócio nos municípios, aumento da competitividade, bem como contribuir para a geração de emprego e renda local”, frisou a superintendente.

Mais empresas apoiadas

Em 2019, no total, duas empresas tiveram os recursos empenhados pelo Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste, contra oito em 2020. Ou seja, um aumento de 300%. “Em 2020, nós batemos a meta; e, em 2021, a Sudeco pretende continuar a beneficiar mais empreendimentos”, acrescentou a superintendente.

>>Ministério libera mais de 28 mil novas vagas em cursos técnicos gratuitos

Conheça os projetos empenhados em 2020

  • Empreendimento Arena Brasília. Empenho de R$ 210 milhões e geração de 20,1 mil postos de trabalho;
  • Empreendimento Adoralle Alimentos, em Santa Bárbara de Goiás (GO). Empenho de R$ 45,6 milhões e geração de 492 postos de trabalho;
  • Empreendimento Fides Gold Mineradora, em Peixoto de Azevedo (MT). Empenho de R$ 40,6 milhões e geração de 1.680 postos de trabalho;
  • Empreendimento Unir Indústria e Comércio de Produtos de Higiene, em Três Lagoas (MS). Empenho de R$ 63 milhões e geração de 164 postos de trabalho;
  • Empreendimento Agrodinâmica Comércio Representações, em Maracaju (MS). Empenho de R$ 53,2 milhões e geração de 200 postos de trabalho;
  • Empreendimento Bello Alimentos, em Itaporã (MS). Empenho de R$ 21,8 milhões e geração de 50 postos de trabalho;
  • Empreendimento Hidroelétrica Chapadão, em Chapadão do Sul e Cassilândia, em Mato Grosso do Sul. Empenho de 20 milhões e geração de 190 postos de trabalho; e
  • Empreendimento Imobiliário em Corumbá, Mato Grosso do Sul. Empenho de R$ 16,7 milhões e geração de 20 empregos durante a construção.

Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste

O Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO) disponibiliza financiamento para projetos em infraestrutura, serviços públicos e empreendimentos produtivos de grande capacidade de novos negócios na região Centro-Oeste.

>>FIES 2021 abre inscrições para cerca de 93 mil vagas

O fundo oferece taxas de juros diferenciadas com prazos de pagamento de até 20 anos. Também oferece carência de até um ano para começar a pagar após a data prevista no projeto para entrada em operação do empreendimento.

Veja mais