Com ruas no breu, moradora de Simões Filho perde a paciência e se revolta com o Prefeito Dinha; Veja vídeo

Autor: Redação

Publicada em


Foto: Leitor do Simões Filho Online

“Nós apostamos em Dinha e ele está decepcionando a gente. Apostamos no trabalho dele, tentamos dar uma oportunidade para ele, coisa que Dinha nunca teve, mas ele está nos decepcionando. Na campanha ele foi no bairro pedi voto. Ele pegou na mão de minha avó e ela disse que iria dar uma oportunidade para ele – agora Dinha faz isso com a comunidade – agora esquece da gente”, esse desabafo é da Operadora de Caixa, Luana Santos Lima, de 28 anos, moradora do bairro Cristo Rei, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

A revolta de Luana é devido ao estado de calamidade em que se encontra o bairro onde mora. No local, quando a noite começa a chegar, principalmente os moradores da Rua Bela Vista e Rua Otávio Mangabeira, se trancam dentro de suas casas, por causa da escuridão.

VÍDEO

Revoltada com a situação de abandono, Luana Santos pegou o seu celular na noite desta segunda-feira (19/11) e fez um desabafo contra o prefeito. Ela entrou em contato com a redação do SIMÕES FILHO ONLINE e enviou a gravação. O vídeo, que pode ser visto abaixo, mostra a triste e dura realidade da comunidade do Cristo Rei. [Veja o vídeo]

***Matéria continua após o vídeo.

Ainda de acordo com Luana, moradores já fizeram diversas solicitações para prefeitura, mas os pedidos são ignorados. “Eles dizem que não têm material para trocar as lâmpadas”, revela.

A Operadora de Caixa ainda conta que seus avós passam o maior sufoco no bairro, pois para sair na rua é preciso usar uma lanterna para iluminar a frente da casa. Indignada, ela também reclama que precisa pagar mensalmente a taxa de iluminação pública mesmo com escuridão na rua. “Isso aí é uma vergonha prefeito”.

“Uma parte da rua só fica iluminada por causa do refletor da igreja. A moradora pede ao pastor para deixar ligado”, revela Luana.

Não é de agora que a falta de iluminação nos bairros da cidade, principalmente nos periféricos, estão gerando transtornos e questionamentos contra o setor do poder público responsável em dotar as ruas iluminadas para a segurança das pessoas e o trafego de veículos.

O fato mais curioso, é que apesar da Prefeitura ter assinado um contrato milionário com a empresa Avante Serviços de Transportes e Urbanismo LTDA-ME, para  manutenção preventiva e corretiva da iluminação, Simões Filho tem lâmpadas queimadas por toda parte, até em praças. O valor pago a empresa contratada é de R$ 2.669,640,15 (dois milhões, seiscentos mil). O contrato é válido de 06 de junho de 2018 à 05 de junho de 2019.

A reportagem do SIMÕES FILHO ONLINE já entrou, por diversas vezes, em contato com assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Simões Filho, mas órgão parece não existe e ignora os questionamentos feitos pela reportagem.