Bebês com microcefalia poderão detectar problemas auditivos

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Bebês que tiveram confirmação de microcefalia poderão participar de um mutirão realizado pelo Centro Estadual de Prevenção e Reabilitação de Deficiências (Cepred) para detecção de problemas na audição. Os atendimentos ocorrem neste sábado (5) e no período de 7 a 12 de março. As crianças passarão por dois exames: o Bera (exame do potencial evocado auditivo do tronco encefálico) e o OEA (otoemissão acústica evocadas).
Nas datas 5, 7, 8 e 9, durante todo o dia, e 10, somente pela manhã, serão atendidos os bebês de Salvador. No dia 10, no período da tarde, e 11, nos dois turnos, o atendimento será para as crianças do interior do estado. O dia 12 será reservado para os bebês residentes nos municípios da região metropolitana de Salvador.
Os atendimentos serão realizados pela equipe multidisciplinar do Cepred e os bebês terão acompanhamento na própria unidade ou em outras instituições, onde passarão por reabilitação, caso haja a necessidade.
A diretora do Cepred, Normélia Quinto, explica que os agendamentos estão sendo feitos pelas secretarias municipais de saúde e informados às mães dos bebês. “Caso alguma mãe não tenha sido contactada pela secretaria municipal de saúde, orientamos que elas busquem o órgão para que seja feita a marcação”, pontuou.
Os exames
O Bera avalia a integridade funcional do nervo auditivo, desde a orelha interna até o córtex cerebral. Entre algumas das indicações estão o diagnóstico precoce da perda auditiva, o acompanhamento da maturidade das vias auditivas no quadro de hiperbilirrubinemia (concentração anormalmente alta de bilirrubina no sangue) neonatal e também detecção de tumores do nervo auditivo.
O exame OEA é indicado também para verificação de perda auditiva. Para a realização do teste, é colocada uma sonda na orelha do bebê que emite sons de fraca intensidade e recolhe, no computador, as respostas sonoras que a cóclea (órgão auditivo) da criança produz. Se as emissões otoacústicas estiverem presentes o exame é normal. Se estiverem ausentes pode ser que haja deficiência auditiva ou uma imaturidade do sistema auditivo.