Comerciante é sequestrado, família paga resgate, mas vítima não aparece

Autor: Redação

Publicada em


Do Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online

O comerciante Roberto Junqueira Campos, de 31 anos, está desaparecido desde a última sexta-feira (8/3) após sair de sua casa, no bairro de Cajazeiras 9, em Salvador. Ele estava indo para o local de trabalho quando sumiu.

Segundo informações de sua esposa, Deise Ferreira, o marido, que comercializa relógios e roupas em uma banca na chamada “Praça da Mãozinha”, no bairro do Comércio, teria sido vítima de um sequestro.

A mulher contou a reportagem que recebeu uma ligação, pouco depois da saída dele de casa, por volta das 10 horas, quando foi informada que Paulo havia sido sequestrado e exigiram um resgate de R$ 20 mil para liberá-lo.

Deise disse, ainda, que levantou, apenas, o valor de R$ 5 mil. “Eles aceitaram e pediram que eu deixasse o dinheiro em um posto de combustíveis desativado que fica na Brasilgás”, relatou.

No entanto, segundo a mulher, mesmo após ter deixado o dinheiro, na noite do mesmo dia, no local combinado, os criminosos não devolveram o seu marido. Os familiares do comerciante já foram a hospitais e ao Instituto Médico Legal (IML), mas não encontraram o comerciante.

De acordo com Deise, outros sequestros semelhantes já aconteceram envolvendo comerciantes da região onde o marido trabalha, “mas nos outros casos todos foram devolvidos após o pagamento do resgate”, lembrou.

Ela está casada com Paulo há sete anos, mas os dois se conhecem há 16. O casal tem dois filhos: uma menina de 1 ano e 8 meses, e um menino que completou 10 anos, neste domingo (10/3), em meio a essa situação. O caso foi registrado na Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).