Como fazer a nova Carteira de Estudante de graça para usar em cinemas, teatros, shows e jogos de futebol

Autor: Redação

Publicada em


Uma boa notícia para os estudantes de todo o país. A nova carteirinha estudantil agora é digital e 100% gratuita. Ela é chamada de “ID Estudantil”, e o documento valerá para alunos dos ensinos fundamental, médio ou superior, que poderão obter o documento diretamente na internet, por meio de lojas de aplicativo, ou requerê-lo na forma física em agências da Caixa Econômica Federal. Em ambos os casos, de maneira gratuita.

A Carteira de Estudante Digital garante a meia-entrada nos cinemas, teatros, shows, jogos de futebol e diversos eventos culturais em qualquer parte do Brasil.

Entenda em 8 pontos

  1. Emissão será gratuita por meio de lojas de aplicativo no celular
  2. Caixa Econômica vai oferecer o documento físico de graça
  3. Emissão está prevista para começar em 90 dias para o ensino superior e até seis meses para alunos da educação básica
  4. MP não prevê veto à emissão de carteirinhas por Une, Ubes e outras entidades
  5. Estudante que emitir o “ID Estudantil” vai ter que fornecer dados para banco do MEC
  6. Sem citar entidades, Bolsonaro diz que MP é “bomba” e evita que “certas pessoas” promovam o socialismo nas universidades
  7. Em maio, polêmica sobre as carteirinhas levou a demissão do presidente do Inep
  8. Documento permite que estudantes paguem meia entrada em shows, teatro, cinema e outros eventos culturais

A carteirinha poderá ser baixada gratuitamente em um formato de aplicativo nas lojas Google Play e Apple Store. Os dados serão usados na tela do celular, sem necessidade de impressão. Quando for necessário, um documento físico poderá será emitido em parceria com a Caixa Econômica Federal.

Assim como a carteirinha tradicional, o documento permite que estudantes paguem meia entrada em shows, teatro, cinema e outros eventos culturais. A emissão, no entanto, só começa 90 dias após a assinatura da MP e publicação no Diário Oficial.

Como baixar o Aplicativo no Celular
O Aplicativo para fazer a Carteira de Estudante Digital de graça estará disponível a partir do mês de novembro e poderá ser baixado no Google Play e Apple Store.

E se não tiver internet
Quem não tem acesso à internet pode pedir a carteirinha nas agências da Caixa Econômica Federal.

LEIA MAIS: Está em dúvida? Confira o calendário completo de pagamento do FGTS 2019/2020

Sem entidades

Hoje, o documento custa R$ 35 e, desde 2013, uma lei garante que entidades como UNE e Ubes possam emitir as carteiras. Elas se transformaram numa das principais fontes de recursos dessas entidades, que ficam com parte do valor e que também continuarão emitindo as carteirinhas. A UNE fica com 20% do valor (R$ 7), e a Ubes, com 25% (R$ 10,50).

Além de UNE e Ubes, a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG), as entidades estudantis municipais e os diretórios estudantis e acadêmicos das faculdades também podem emitir o documento.