Corte de 100 linhas poderá reduzir tarifa de ônibus em Salvador

Autor: Redação

Publicada em


Reprodução: Vanderson/G1

O chefe da Casa Civil do governo da Bahia, Bruno Dauster, pediu nesta quarta-feira (21) que a Prefeitura Municipal de Salvador cumpra o que está determinado no contrato que rege a integração com o sistema metroviário e retire cerca de 100 linhas de ônibus que fazem o mesmo percurso que o metrô.

Em entrevista ao radialista Mário Kértesz, da Rádio Metrópole, na manhã de hoje, Dauster colocou que o corte das linhas irá gerar economia, que poderá ser revestida em benefícios para a população futuramente.

“Nós temos quase 100 linhas que fazem o trajeto percorrendo o trajeto do metrô. É um absurdo, engarrafa as vias, aumenta o custo do sistema. No momento que fizer integração, se prefeitura cortar as linhas, vai ter economia de cento e tantos milhões que podem ser transformados em benefícios para a população, reduzindo o aumento da tarifa no final do ano. Fazendo isso, você é obrigado a colocar tarifa mais alta”, disse o secretário.

Segundo Bruno, uma das primeiras mudanças que irá impactar os usuários do transporte público de maneira positiva é a diminuição do valor das tarifas de ônibus.

“Nosso pedido é que a prefeitura faça cumprir o que está assinado, entre prefeitura e governo, e dê essa economia à população. Nossa demanda vai melhorar. Menos engarrafamento, menos despesas para empresários de ônibus e menos tarifa”, concluiu.