Covid-19: número de mortes no país cai em 12 estados; veja lista

Foto: BRUNO ROCHA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: BRUNO ROCHA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

A média móvel de mortes por Covid-19 está em desaceleração em 12 estados e no Distrito Federal, considerando números divulgados até a quinta-feira (3) pelo consórcio de veículos de imprensa. Outros doze estados apresentam estabilidade, e apenas dois registraram alta.

A tendência do número de mortes nos estados brasileiros é a seguinte:

  • Queda: Acre, Alagoas, Sergipe, Bahia, Piauí, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Distrito Federal;
  • Estabilidade: Amapá, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, São Paulo, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia e Roraima.
  • Alta: Amazonas e Tocantins.

No geral, o Brasil manteve estabilidade nos últimos 14 dias, com média móvel de 858 mortes por dia (-13%). É importante notar, contudo, que o volume de óbitos ainda é significativo.

Entre as regiões, a única a registrar queda foi o Nordeste, com um número de óbitos 25% inferior em relação às duas semanas anteriores. O Norte voltou a apresentar alta (38%), principalmente por conta de óbitos ocorridos no Amazonas em meses passados e que só agora foram registrados pela Secretaria de Saúde de Manaus.

As demais regiões permaneceram com índices estáveis.

Número de casos

De acordo com o monitor de aceleração da Covid-19 da Folha, a pandemia parou de crescer em 227 das 324 cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes. Deste número, 132 apresentam situação estável, enquanto outras 95 estão em desaceleração.

Nas demais 97 grandes cidades, porém, o ritmo de contágio é acelerado. É o caso das capitais Campo Grande, Florianópolis, Palmas e Porto Alegre.

A maioria das cidades mais populosas do Norte e Nordeste registraram desaceleração no número de casos, exceto Palmas e Aguariúna (ambas em Tocantins), que continuam apresentando crescimento no contágio.

Sul e Centro-Oeste, por outro lado, ainda registram aumento nos casos em metade de seus municípios. A situação é mais grave no Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul, onde cerca de três quartos das cidades estão em estágio acelerado.

No Sudeste, São Paulo e Rio de Janeiro apresentam estabilidade.

Esta é a situação do contágio nos estados brasileiros (considerando as cidades com mais de 100 mil habitantes):

  • Acelerado: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e Tocantins;
  • Estável: São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Rondônia, Bahia, Pernambuco, Piauí, Maranhão, Pará, Amapá e Distrito Federal;
  • Em queda: Espírito Santo, Sergipe, Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Roraima, Amazonas e Acre.

Fonte: Uol; Folha

Veja mais