Cuidado: Envio de mensagens falsas se multiplicam pela internet

Quem não percebe a armadilha termina com um grande prejuízo

Autor:

Publicada em


Os golpistas aproveitam essa época do ano para multiplicar o envio de mensagens falsas, com um grande potencial de roubar informações dos internautas. Boa parte parece ser oferta de descontos, boleto bancários ou alguma suposta vantagem. Quem não percebe a armadilha termina com um grande prejuízo.

 

A relações públicas Liliane Bezerra acabou na mão de bandidos e ainda contabiliza os prejuízos. Ela teve todos os contatos profissionais e pessoais de uma conta de email apagados e um computador quebrado. “Eu entrei no e-mail. Na hora que eu entrei tinha lá um boleto de um banco. Na hora que eu cliquei para imprimir e pagar esse boleto, ele deu uma pane geral no meu computador. Tava lá o código de barras, tudo direitinho, então, eu fui e cliquei de boa. E daí aconteceu um prejuízo federal”, relata.

 

Falso boleto bancário é um dos tipos de fraudes mais comuns. Cobrança de dívida é outro golpe bastante usado. Dinheiro fácil é outra forma dos criminosos chamarem a atenção. Promoções imperdíveis, de até 90% de desconto e que só valem no email, também circulam na rede.

 

É tudo feito para o internauta clicar no link, a porta de entrada para um vírus que vai se instalar e ficar no computador copiando senhas, números de cartões e outros dados financeiros. Ou o caminho direto para um site falso.

 

O professor de segurança na internet, Ricardo Giorgi, conta qual era a estratégia da última quadrilha desmontada pela Polícia Federal: “Instalar um tipo de programa malicioso na máquina do usuário final, tentando fazer com que o usuário, quando vai gerar um boleto bancário, mude o código de barras, mude a numeração do código, e assim que a pessoa paga aquele boleto, achando que está pagando para quem é de direito, na verdade, ela está pagando para uma outra pessoa. Quem deveria receber aquele dinheiro não recebe”.

 

Para não cair em nessas e em outras armadilhas é preciso prestar muita atenção em tudo o que que é feito enquanto se navega pela internet. Erros de português, prazos curtos para pagar a cobrança ou aproveitar a vantagem e imagens pouco nítidas são indícios de fraude. Usar o mouse para verificar o endereço do link também pode revelar o golpe.

 

André Cararetto, especialista em segurança na internet, alerta também para a necessidade de usar um bom antivírus que proteja a caixa de emails: “Tem que estar atento ao email, ler, ver se tem erro de português, se tem alguma coisa estranha e desconfiar sempre. Do lado tecnológico, ter um bom antivírus. Em geral, as soluções de proteção vão ajudar o usuário a bloquear um vírus, bloquear o acesso a um site fraudulento e mantê-lo seguro”.

 

Quem abre email e usa a internet pelo celular também tem que ficar atento. Os especialistas alertam que os criminosos já estão tentando roubar informações pelo celular. A dica é não abrir nenhum arquivo, nem clicar em nada sem ter certeza absoluta de que a mensagem é segura.