DECISÃO: Bahia vence por 2×1 e reverte vantagem do Vitória no Baianão 2018

Autor: Redação

Publicada em


Crédito da Foto: Flirck EC Vitória/Divulgação
Do Aratu Online, parceiro do Simões Filho Online

Com a Fonte Nova lotada por 40 mil tricolores, Bahia e Vitória deram início à decisão do Campeonato Baiano 2018 na tarde deste domingo (1/4). Com a vantagem de jogar por dois resultados iguais, o rubro-negro não se intimidou com o ambiente favorável ao adversário e criou a primeira chance em cabeçada perigosa de Nickson, defendida por Douglas. O Bahia tentava tomar a iniciativa, mas esbarrava na forte marcação do rival.

Mas como clássico não segue a lógica, foi o Tricolor quem abriu o placar. Vinícius, um dos pivôs da polêmica do último BaVi, enfiou bola preciosa para Edigar Junio que fuzilou Fernando Miguel para fazer 1×0 aos 25 minutos. Animado, o Bahia quase fez o segundo aos 26, após chute colocado de Marco Antônio depois de rápido contra-ataque.

Aos 33 minutos, lance polêmico. Neilton é lançado em velocidade, sai na cara do gol e divide com Douglas fora da área. A bola resvala na mão do goleiro, que recebe o cartão amarelo. Os jogadores do Vitória queriam a expulsão.

O ritmo do jogo caiu nos minutos finais da primeira etapa, com muitas trocas de passes, mas sem situações claras de gol.

O segundo tempo começou eletrizante, mas para o lado do Bahia. Vinícius foi lançado em profundidade, tirou de Fernando Miguel e foi derrubado aos cinco minutos. Os jogadores do Vitória reclamaram, mas o árbitro Luiz Flávio de Oliveira confirmou o pênalti. O próprio Vinícius cobrou para fazer 2×0.

O Vitória não se intimidou e conseguiu diminuir aos 12 minutos. Em bela jogada, Neilton invadiu a área pelo lado esquerdo do ataque após tabela com Juninho e rolou para trás. Luan chegou batendo de chapada e diminuiu o placar com um belo gol: 2×1.

Aos 29, o Bahia teve a chance de ampliar. Em bela trama que envolveu Marco Antônio e Edigar Junio, Léo recebeu a bola pela lateral esquerda e, dentro da área, chutou para a defesa de Fernando Miguel. Aos 36, Zé Rafael bateu falta sofrida por Régis, que havia feito grande jogada minutos antes, e levou perigo após o desvio na barreira.

Aos 44 minutos, Régis bateu falta rápida para João Pedro que foi a linha de fundo e cruzou rasteiro. Fernando Miguel deu rebote, mas os atacantes do Bahia não conseguiram aproveitar. O jogo foi até os 49 minutos do segundo tempo com o vitória tricolor por 2×1.

No próximo domingo (8/3), as equipes se encontram no Barradão. Ao Bahia, basta um empate para ser campeão. O Vitória precisa de um triunfo simples para levar o tricampeonato.

Foto: Flirck EC Vitória/Divulgação