Dias d’Ávila lança projeto ‘Cidade das Águas Cidade das Flores’

Autor: Débora Souza

Publicada em


Recém-criado e ainda pouco conhecido pela população diasdavilense que aprecia a natureza, o horto municipal tem atraído olhares de pessoas que circulam pelas mediações da chácara da SEDUC, no bairro do imbassaí. É de lá que estão saindo as plantas nativas e ornamentais de pequeno porte, floríferas e decorativas que estão sendo usadas nos canteiros e praças da cidade.

Além da produção de mudas, o projeto também realiza um trabalho de recuperação das plantas. O acervo da flora do horto é grande. Destaque para espécies como a onze horas, trazida do sertão, bromélias, xique-xique, palmeiras, ráfias, cáctos, orquídeas, pingo de ouro e outras belas plantas.

O projeto fornece, num sistema de troca, mudas para o cidadão que quiser usar em sua residência ou arborizar uma área próxima aonde mora. Para isso o visitante doa algum produto ou material que seja útil para o horto.

null
Foto: Ascom PMDD

Quem levanta cedo todo dia e externa prazer de manipular as plantas é o senhor Genival Bomfim que é responsável pela criação do projeto. Bonfim, como gosta de ser chamado, conta que foi necessária muita criatividade para reaproveitar materiais inservíveis na construção de instrumentos de decoração e jardinagem, além de muito garimpo na captação de plantas. “Tenho orgulho do trabalho que está sendo desenvolvido. Na verdade, aqui não é um serviço, é uma terapia. Fico muito feliz quando vejo um canteiro ou uma praça arborizada. Aí, observo o valor do trabalho de todos aqui do horto”, define.

O projeto “Cidade das Águas, Cidade das Flores” está fechando uma parceria com a Escola Municipal Laura Folly, no entroncamento, para que eles adotem a Praça Manoel Verçosa, localizada no bairro. A ideia é que os professores levem os alunos para aulas práticas no local e sejam monitorados pelos jardineiros do horto para que aprendam a cuidar e preservar o jardim.