Dinha foca na campanha da esposa e votação de Paulo Azi fracassa em Simões Filho

Autor: Redação

Publicada em


Foto: Classe Política

O deputado federal Paulo Azi (DEM) conseguiu se reeleger com 84.016 votos. Porém, a reeleição embora bem vinda, deixou o demista decepcionado com algumas cidades. Em Simões Filho, o prefeito Prefeito Diógenes Tolentino – Dinha (MDB), precisou se explicar após a votação inexpressiva no último domingo (7/10). Enquanto que a primeira dama Kátia Oliveira (MDB) teve mais de 15 mil votos, Azi viu que sua campanha na cidade não teve o empenho e o devido cuidado pelo grupo do atual gestor.

Na Câmara Municipal, o repertório dos vereadores para justificar o potencial naufrágio da campanha de Azi em Simões Filho foi injustiça da população. Para os edis, a culpa direta pelo fracasso da votação de Azi no município é dos eleitores simõesfilhenses. Parlamentares classificaram o desempenho de Azi nas urnas como “ingratidão” da população.

“Eu digo que a cidade de Simões filho foi injusta! Foi injusta com o deputado Paulo Azi,  porque nenhum deputado jamais na cidade trouxe quase R$ 22 milhões e tem uma votação dessas de 4 mil e poucos votos. Eu acho que o povo de simõesfilhense deveria ser mais justo com esse rapaz que nos ajudou e muito”, disse Eri durante a Sessão na Câmara.

Em Simões Filho, cidade onde destinou, segundo o próprio Prefeito Dinha, mais de R$ 20 milhões de reais em emendas, Paulo Azi teve 4.166 votos. Número bem abaixo dos mais de 13 mil votos conquistados pelo deputado federal Pastor Sargento Isidoro e os mais de 7.570 votos de Otto Alencar Filho, que concorreu pela primeira vez à uma vaga na Câmara Federal.

Em sua coligação, Paulo Azi foi o penúltimo em número de votos a se eleger, ficando na frente apenas do candidato Leur Lomanto Jr. Em sua coligação, Paulo Azi teve menos votos que Elmar, Marcio Marinho, Arthur Maia e João Roma.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO