Em Simões Filho, Tonho Matéria cobra promessas ao Prefeito Dinha; “Acredito que ele vai cumprir a palavra”

.

Autor: Redação

Publicada em


Foto: Simões Filho Online

Um convênio com a prefeitura, um figurino, uma caixa de som amplificada e quatro instrumentos de percussão, alem de fardamento para prática das aulas. Essas promessas foram feitas pelo Prefeito Diógenes Tolentino – Dinha (MDB) no dia 18 de abril de 2017 para a Instituição Entidade ABAYOMI. Um ano e três meses se passaram, mas o compromisso não foi esquecido pelo cantor, compositor e capoeirista Tonho Matéria, que estava presente na data. A Instituição ABAYOMI atende a mais de 50 jovens e adolescentes moradores de Simões Filho.

A instituição Abayomi admitiu que a prefeitura de Simões Filho tem apoiado a instituição em pontos específicos como o evento de ação afirmativa Beldade Negra e a conferencia Senzala de Luxo, contudo, os principais compromissos assumidos pelo atual gestor ainda não foram cumpridos.

Cantor, compositor e capoeirista Tonho Matéria em entrevista ao Simões Filho Online. Foto: Simões Filho Online

No último fim de semana, o músico baiano esteve em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), e durante uma entrevista exclusiva ao Simões Filho Online, conversou sobre o assunto.

Primeiramente, Tonho falou sobre a ligação do Projeto Mangagá, e a instituição Abayomi. “Eu tenho em Simões Filho o projeto Mangagá com o contra mestre Del, que já tem cerca de 15 anos nesse trabalho. Também conheço de perto o trabalho da instituição Abayomi, liderada por Gabriela Mel, que tenho um carinho desde garotinha e conheço o trabalho que ela desenvolve, um trabalho de competência, de responsabilidade e de conhecimento histórico, ela não faz qualquer coisa e isso que me prende a ela. Fizemos essa parceria Mangagá e Abayomi para que a gente possa dialogar com a sociedade com o lado social e cultural e trazer historicamente para os nossos jovens os seus pertences, os seus símbolos. E o Abayomi vem ao longo dos tempos transformando a cidade culturalmente e é necessário que o nosso governo local entenda isso, se aproxime mais, e dê a possibilidade desses jovens terem realmente um espaço. Esse espaço do Fogo Simbólico está pequeno, o Abayomi precisa de uma casa, uma estrutura maior, tombada para esta instituição, porque ela vai fazer muita história nessa cidade”, disse.

Sobre as promessas feitas pelo prefeito Diógenes Tolentino em abril do ano passado, Tonho foi categórico em afirmar que acredita no cumprimento dos compromissos assumidos. “Todo o governo tem um aparato de compromissos, são várias instituição e acredito que, primeiro, o Governo Municipal deve está cuidando da saúde, da educação, e lincando com isso, vai cuidar ainda mais da cultura. Infelizmente a cultura em todos os governos é o último a ser atendido, e quando é atendido são minucias, são poucos requisitos e precisamos de avanços. Essas promessas desses materiais feito pela prefeitura, acho até pouco, e deveria avançar mais. Ao invés de 4 instrumentos, a prefeitura precisa dar um arsenal de instrumentos, uma casa, um convênio para a instituição”, pontuou.

“Eu acredito que o prefeito vai cumprir a palavra, ele tem compromisso com a cidade, ele foi eleito pela cidade, e eu acredito muito nesse compromisso. Tenho a certeza de que o Prefeito juntamente com seu secretariado vão criar uma proposta que possa por fim trazer benefícios para nossa comunidade”, completou Tonho.

Por fim, Tonha Matéria se colocou a disposição do gestor municipal para dialogar e buscar alternativas para atender o pleito da cultura local. “Eu acredito que se a gente sentar para dialogar e se o prefeito estiver aberto – e isso eu acredito que ele esteja – porque vejo ele nas ações, tudo vai se resolver. Eu acredito que o prefeito vai cumprir com a palavra dele”, finalizou.

Outro lado – O SIMÕES FILHO ONLINE entrou em contato com a Secretária de Juventude e Esporte (Sejuv), Sirliane Ribeiro. De acordo com a gestora da pasta, a instituição Abayomi vem tendo amplo apoio da gestão municipal. Ainda segunda Sirliane, a Caixa de Som prometida por Dinha no ano passado será entregue no próximo evento. “A caixa de Som está em processo de compra, as solicitações de transporte são atendidas”, pontuou.

A secretária também informou que o convênio oferecido pelo prefeito só não foi firmado por causa de problemas na documentação da instituição. “Só não foi firmado o convênio porque a instituição tem que estar regularizada”, disse Sirliane.

Por último, Sirliane ressaltou que o prefeito está empenhado em continuar contribuindo com a instituição Abayomi. “Está havendo um esforço e uma boa vontade por parte do prefeito para atender as demandas do Abayomi”, finalizou.