Embasa fará novo concurso com salários de até R$ 7 mil

Autor: Redação

Publicada em


O novo concurso da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (EMBASA) está garantido e será realizado na Bahia. O certame já foi aprovado pelo Conselho de Administração e divulgado pelo governador Rui Costa. Os recursos alocados para a realização do concurso estão previstos na lei orçamentária anual, sancionada pelo governador Rui Costa.

Para dar conta da demanda do abastecimento de água e saneamento básico, entre outros serviços, a Embasa necessita aumentar as equipes de trabalho em áreas diversas. Entre as mais necessárias estão os cargos de de nível médio como: assistente de saneamento, agente operacional, analista de gestão, analista de saneamento, bem como outros que exigem formação técnica e superior, como ciências contábeis e engenharias civil, sanitária e elétrica.

A previsão é de que o edital EMBASA ofereça algo em torno de 854 vagas para diversos cargos, conforme a Resolução publicada no Diário Oficial da Bahia, mas esse quantitativo ainda não é oficial (pode ser menos ou mais vagas). As ocupações devem ofertar salários que variam de R$ 1.122,84 a R$ 7 mil.

A expectativa é de que sejam ofertados os mesmos cargos do último edital, que abrangem escolaridade de nível médio, técnico e superior.  Uma boa notícia para os interessados no concurso da Embasa é que a comissão organizadora já está formada e agora está trabalhando para definir a banca que ficará responsável pelo concurso. A escolha deve ser feita no mês de setembro.

LEIA MAIS: Governo abre processo seletivo com 86 vagas em diversas cidades do estado

Último Concurso EMBASA

Em 2017 ocorreu o último concurso da Embasa, que buscou preencher 600 vagas nos cargos de Assistente de Saneamento (funções/formações de Agente Administrativo, Agente Operacional, Assistente de Laboratório, Operador de Processos de Água e de Esgoto, Técnico Operacional – Edificações, Técnico em Eletromecânica) e Analista de Saneamento (funções/formações de: Analista de Tecnologia da Informação – Desenvolvimento, Contador/Analista de Gestão – Ciências Contábeis, Engenheiro – Engenharia Civil/Produção Civil, Engenharia Sanitária/Sanitária Ambiental e Engenharia Elétrica).

Os cargos foram:

  • agente operacional;
  • operador de processos de água e de esgoto;
  • agente administrativo;
  • assistente de laboratório;
  • técnico operacional – Edicações;
  • técnico em eletromecânica;
  • analista de tecnologia da informação (Desenvolvimento);
  • contador/analista de gestão (Ciências Contábeis);
  • engenheiro (Civil/ Produção Civil, Sanitária/ Sanitária Ambiental e Elétrica).

O concurso contou com provas objetivas, discursivas e de títulos e esteve sob a condução da organizadora IBFC. As ocupações ofertaram salários que variavam de R$ 1.122,84 a R$ 6.793,31.

As vagas preenchidas foram destinadas as seguintes regiões: Região Metropolitana de Salvador, Alagoinhas, Barreiras, Itaberaba, Feira de Santana, Irecê, Paulo Afonso, Senhor do Bonfim, Caetité, Itabuna, Jequié, Santo Antônio de Jesus, Itamaraju, Vitória da Conquista, Candeias e Camaçari.

LEIA MAIS: Prefeitura reabre processo seletivo com 189 vagas na Região Metropolitana

VEJA OUTROS CONCURSOS ABERTOS

Sobre a Embasa

A Embasa é uma sociedade de economia mista de capital autorizado, pessoa jurídica de direito privado, tendo como acionista majoritário o Governo do Estado da Bahia.

É responsável, nos municípios onde atua, pela prestação dos serviços de abastecimento de água e de esgotamento sanitário, compreendendo a captação, tratamento e distribuição de água, bem como a coleta, transporte, tratamento e destinação adequada dos esgotos domésticos.

Foi criada em 11 de maio de 1971 pela Lei Estadual 2.929 e incorporou, em 1975, como subsidiárias, as companhias até então responsáveis pela prestação dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário de Salvador e do interior do estado, as extintas Comae e Coseb.

A administração desta empresa de grande porte segue o princípio da descentralização geográfica. A presença da Embasa acontece por meio de 19 unidades regionais (URs), sendo seis na região metropolitana de Salvador e 13 no interior, além de vários escritórios locais nos municípios do interior.