Empresa de grande porte inaugura sede de operações comerciais em Salvador

Autor: Redação

Publicada em


A Suzano Papel e Celulose, empresa com 90 anos de atuação no mercado, inaugurou nesta segunda-feira (1), a sua sede de operações comerciais de papéis para o Norte e Nordeste. Com sede em Salvador, ela chega para fortalecer o protagonismo da empresa na região e atuar em conjunto com a fábrica de Mucuri, localizada no extremo sul da Bahia. “A escolha de Salvador para sediar a distribuição regional levou em consideração o potencial da região, a representatividade da Bahia no ambiente de negócios no Nordeste do país e o compromisso da Suzano com o desenvolvimento socioeconômico das regiões em que atua”, diz Jorge Cajazeira, diretor de relações institucionais.

EMPREGO: Confira as vagas de emprego para Salvador e Região Metropolitana

Para voltar o seu olhar com mais atenção para a região Nordeste, a Suzano precisou reestruturar o seu sistema de trabalho. A nova sede faz parte da estratégia de unificação da venda e da distribuição da empresa, que antes atuava também por meio da distribuidora SSP-KSR. Com a mudança, a ideia é dar mais agilidade ao processo, garantido maior disponibilidade de produtos e aproximando a relação com os compradores.

Por conta desta mudança de perfil, desde março a área comercial atua dividida em cinco escritórios regionais: Norte e Nordeste, Sudeste, Sul, São Paulo interior e Centro-Oeste e São Paulo. De acordo com a direção da Suzano, esta guinada estratégica começou a ser pensada há dois anos, quando uma das linhas de produção foi transferida de Limeira, no interior de São Paulo, para Mucuri.

A fábrica na Bahia tem capacidade para a produção de 250 mil toneladas de papel e 1,5 milhão de toneladas de celulose por ano.

Para abastecer toda esta produção, que tem como público principal as 3 mil gráficas e 5.700 papelarias registradas na região, a nova sede de distribuição na capital baiana tem papel fundamental. Com uma receita líquida de R$ 8 bilhões, a Suzano atua em aproximadamente 60 países. Contudo, 70% das suas vendas se dão no mercado interno. Na Bahia, ela já se coloca como a segunda maior empresa exportadora do estado, ficando atrás apenas da Petrobras.

EMPREGO: Confira as vagas de emprego para Salvador e Região Metropolitana