Escola em Simões Filho está sem aula há mais de 1 semana por falta de professores

A frequente falta de docentes impede o planejamento adequado de aulas e o vínculo com os alunos

Autor: Redação

Publicada em


Foto: Reprodução

No meio do ano letivo, diversos estudantes de uma escola na bairro Luis Eduardo Magalhães, conhecido como Barreiro, em Simões Filho, estão sem aula há mais de uma semana. O centro de ensino até poderia funcionar normalmente, mas a falta professores na unidade não dar alternativa para os alunos.

O problema na Escola Municipal Pedro Cerqueira Santos é mais grave porque boa parte dos alunos de pelo menos três turmas, não estão indo para aula, os pais que se aventuram a mandar o filhos para unidade, vêem as crianças saírem mais cedo. De acordo com os pais, a situação é enfrentada por pelo menos três turmas da instituição.

“Estão colocando as meninas da portaria para ficar com as crianças. O horário de soltar as crianças é 11:30, mas estão liberando 10:00h. Por esse motivo, ninguém está indo para as aulas e as mães estão indignadas. Isso é um absurdo. Eles não comunicaram nada a gente para esconder a falta de professores”, denuncia Jaciene Mattos de Freitas, mãe da pequena Steffane, de 7 anos de idade, que faz o 1º ano do ensino fundamental I.

Jossiane Pereira Santos, de 35 anos, também tem um filho de 10 anos matriculado na escola e conta que o filho poderá perder o ano. Matheus Santos é aluno do 4º ano do  ensino fundamental I. “Vai fazer duas semanas que as crianças estão sem aula porque não tem professor. Ontem mandaram eu levar meu filho para a escola, mas quando eu cheguei lá, vi que as meninas da secretaria estavam reversando para ficar com os alunos até às 10 horas. Quer dizer, meu filho acorda cedo para não ter aula. Estamos nos reunindo para ir até a Secretaria de Educação de Simões Filho, pois isso é absurdo”, desabafou.

Quem também está revoltada com a situação é Ana Carla, de 23 anos. Ela é mãe do pequeno Pedro Henrique, de 5 anos, que faz parte da turma do grupo 5.  “Nossos filhos estão sendo prejudicados e precisamos de solução o mais rápido possível”, pontua.

Explicação da Prefeitura

O SIMÕES FILHO ONLINE entrou contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Simões Filho, e órgão informou que o caso será devidamente apurado pela Secretaria Municipal de Educação, que enviará uma equipe a instituição de ensino, e somente após esse procedimento, irá emitir um posicionamento sobre a denuncia.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO