“Estranhamos o silêncio da ONU e ONGs”, diz Bolsonaro sobre óleo nas praias

Autor: Aratu On

Publicada em


O presidente Jair Bolsonaro usou o Twitter na manhã deste sábado (12/10), para rebater as críticas de que o governo demorou para identificar a origem do óleo que já chegou a mais de 150 praias do Nordeste. O presidente ainda questionou a falta de pronunciamento da ONU.

“Desde 02 de setembro nosso Governo busca identificar os responsáveis pelo derramamento de óleo nas praias do Nordeste. Estranhamos o silêncio da ONU e ONGs, sempre tão vigilantes com o meio ambiente”, escreveu em sua conta pessoal.

VEJA

Vale lembrar que o óleo já chegou em Salvador e na capital, nos municípios de  Lauro de Freitas, Camaçari, Mata de São João, Entre Rios, Esplanada, Conde  e Jandaíra. O Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hidricos (Inema), recomendou evitar contato com a areia e a  água do mar nas localidades em que foram visualizadas a presença desse óleo e emitiu uma lista dessas praias.