“Eu queria voltar esse tempo”, diz mãe de garota baleada em ataque em Simões Filho

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


Foto comentada pela mãe no Facebook.

Há 38 dias, uma família de Simões Filho vive uma situação sem precedentes. “Aí como eu queria se voltasse este tempo”, disse dona Ariana Bispo, mãe de Silvana Santos de Souza, de 07 anos, ao comentar a foto da filha na rede social Facebook. Silvana foi atingida por balas perdidas durante um tiroteio, no Bairro Barreiro, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), no dia 02 de dezembro do ano passado.

Internada em um hospital da capital baiana, Silvana segue se recuperando. “Silvana está se recuperando aos poucos” afirmou a mãe da menina ao Simões Filho Online.

Redes Sociais

As orações pela menina Silvana aumentam a cada dia. A população continua com pensamento positivo. “Em breve ela estará aí. Fé em Deus que vai dar tudo certo”, disse Neusa Santos em um post.

Relembre o caso

Silvana Santos de Souza e sua amiga Rebeca Araujo Pereira, de 11 anos, saiam para comprar uma bateria para o microfone de uma igreja, localizada no Barreiro, bairro onde moram. Em um dado momento, homens armados que estavam a bordo de um veículo, abriram fogo no meio da rua. O alvo seria outra pessoa. No momento do ataque, 3 disparos atingiram a menina Silvana Santos de Souza, de 07 anos de idade, dois deles na cabeça e um nas costas. Silvana foi socorrida em estado grave para o HGE em Salvador. Já a outra criança, identificada como Rebeca Araujo Pereira, de 11 anos de idade, foi atingida com um tiro na perna. Adultos também foram atingidos durante o ataque, sendo que Adelino da Silva Rodrigues, de 45 anos recebeu um tiro na nádega. O jovem Jonatas Oliveira Amorim, de 22 anos de idade, estava dentro de uma lanchonete e também foi baleado no tórax. A quinta vítima é Daiane Fraga dos Santos, de 32 anos. Ela foi atingida com quatro tiros.

A Polícia Civil de Simões Filho continua investigando o caso. Um inquérito está em andamento para apurar as circunstancias do crime e chegar aos autores do ataque.