X

Evite acnes com o uso de óleo de mamona

Evite acnes com o uso de óleo de mamona. Foto: Freepik

Evite acnes com o uso de óleo de mamona

>Prepare este esfoliante natural e remova cravos do rosto

O uso do óleo de mamona remonta aos tempos antigos, quando os egípcios usavam o óleo de mamona como combustível para lâmpadas. Ao longo dos anos, as pessoas confiaram neste óleo como um remédio popular para uma variedade de doenças, desde a tentativa de curar tecidos linfáticos até o câncer de pele. Tentar usá-lo como suplemento nutricional é uma escolha imprudente, pois o óleo é um laxante estimulante muito forte que não oferece benefícios nutricionais.

>Prepare pó de arroz e elimine a oleosidade de seu rosto

>Tenha cabelos e pele incríveis com água de alecrim

>Os maravilhosos benefícios que as ameixas oferecem à sua beleza

Origem e usos tradicionais

Logicamente, vem da mamona. A planta, Ricinus communis, prospera na África e em outras regiões de clima quente do mundo. Você não deve comer as sementes ou qualquer outra parte da planta, pois uma publicação da Universidade de Wisconsin indica que essas partes da planta contêm as toxinas venenosas ricina e ricinina. Engolir ricina pode ser fatal.

>5 esfoliantes naturais para uma pele com efeito 'aveludado'

O componente oleoso e a natureza estimulante do óleo de rícino fazem dele um remédio tradicional para a constipação. Embora ocasionalmente seja incluído em suplementos para perda de peso, serve apenas como laxante e não tem benefícios para a perda de peso. Usá-lo como uma pomada externa no abdômen pode ajudar a obter alívio temporário da dor e do inchaço. O óleo de rícino é usado por profissionais médicos como sistema de entrega de drogas quimioterápicas.

>5 máscaras caseiras que te farão esquecer olheiras e bolsas

>Truque caseiro para eliminar manchas, sardas e rugas

Calorias e nutrientes

O óleo de rícino, como todos os outros óleos vegetais, contém cerca de 120 calorias por colher de sopa. Todas as calorias do óleo vêm da gordura e não contém fibras, proteínas ou carboidratos. Este óleo contém grandes quantidades de ácido ricinoléico. Os fabricantes de cosméticos usam óleo de rícino hidrogenado em alguns de seus produtos, assim como os fabricantes de gorduras industriais. Não deve ser utilizado para cozinhar ou como complemento alimentar.

>Esfoliantes naturais para remover manchas do rosto

Avisos e perigos para a saúde

Não consuma óleo de rícino a menos que seja recomendado por seu médico. Evite se estiver grávida, pois as propriedades laxantes naturais do óleo podem causar cólicas e contrações dolorosas que podem levar ao parto prematuro. Se o seu médico o diagnosticou com obstrução intestinal ou se você tem uma dor não identificada no abdômen, não tome óleo de rícino.

>7 alimentos que tornam suas unhas mais fortes e longas

Irritação e alergias

Se você usar óleo de rícino puro na pele, ele pode ficar sujeito a irritações. O International Journal of Toxicology relata que o óleo de rícino é considerado um produto seguro, mas estudos em animais mostraram que sua versão pura pode irritar gravemente a pele exposta. Se sua pele estiver ligeiramente irritada com o óleo, você poderá sentir uma leve coceira ou ficar levemente vermelha. A irritação severa pode resultar em uma erupção cutânea incômoda e coceira.

Uma alergia ao óleo também pode causar urticária ou erupção na pele. Se você suspeitar de uma alergia, chame um médico imediatamente. O óleo de rícino também pode ser usado para tratar certas doenças oculares, mas pode causar irritação e desconforto na pele ao redor dos olhos e também pode causar leve morte celular na córnea. Não use óleo de rícino puro ou produtos que o contenham, se você já teve reações adversas na pele de qualquer tipo.

>Chá azul: descubra os novos benefícios desta bebida para perder peso

Absorção química

Usar óleo de mamona na pele pode acelerar a absorção de outros produtos químicos, de acordo com o International Journal of Toxicology. Se você usar produtos cosméticos que contenham esse óleo, sua pele pode absorver os outros produtos químicos do produto mais rapidamente do que o faria normalmente. Se você aplicar à pele um produto que contém uma variedade de produtos químicos, incluindo óleo de rícino, poderá experimentar reações adversas devido à absorção mais rápida. Se você é sensível ou alérgico a qualquer substância, leia os rótulos dos ingredientes de todos os produtos cosméticos com atenção para evitar absorver qualquer coisa potencialmente perigosa para você.

>Máscara de babosa e eucalipto para desintoxicar o cabelo

Como usá-lo para tratar a acne no rosto?

Limpar o rosto

Limpe sua pele suavemente com um limpador facial. É melhor salpicar o rosto com água morna para dilatar os poros antes de limpar e salpicar o rosto com água fria após a limpeza para estreitar os poros. Poros dilatados podem ser facilmente limpos e remover sujeira e óleo. Os poros contraídos são menos propensos a obstrução e espinhas.

Forma de aplicação

Umedeça um pano com água morna. Aplique uma pequena quantidade de óleo de rícino em um pano. Usando a toalha, aplique o óleo no rosto em movimentos circulares suaves, com foco nas áreas com espinhas do rosto.

>Veja como fazer suco de alho para vários benefícios

Deixe o óleo e descansar e remova

Deixe o óleo de mamona permanecer na pele durante a noite. Deixar no rosto durante a noite permite que ele hidrate a pele de forma adequada e adira ao excesso de sujeira, permitindo sua fácil remoção. De manhã, limpe suavemente a pele com um limpador facial para remover o óleo de rícino.

>Sementes de abóbora: Especialistas indicam para perda de peso