FALTA DE RESPEITO: Candidatos que se inscreveram em Seleção da Prefeitura de Simões Filho seguem humilhados

Autor: Jerffeson Brandão

Publicada em


Segue a saga da nossa gente sofrida, mas esperançosa; humilhada, mas determinada; um povo que votou por acreditar que tudo poderia mudar. Os dias 25 e 26  de abril deste ano, foram marcados por longas filas de pessoas que se inscreveram no processo seletivo do REDA da Prefeitura Municipal de Simões Filho com 1.484 vagas.

O processo de eliminação deste concurso já começou na fila, quando ao ver o volume de gente exposta ao sol, a chuva e ao desconforto; muita gente desistiu de se inscrever. Três meses se passaram, a forma como está sendo conduzido o processo seletivo reforça a crença de que o teste de resistência foi proposital. Com isso, tensão, incerteza e indignação dominam os 4.893 candidatos(as) que até o momento esperam pela convocação.

Entre as oportunidades oferecidas, foi ofertada diversas vagas para professores de educação infantil e ensino fundamental, no entanto, muitos alunos continuam sem aulas por falta de educadores. O resultado do certame que era para ter sido divulgado no dia 22 maio já foi prorrogado duas vezes e até o momento, ninguém sabe quem foi aprovado no concurso.

Será que o intuito de tal manobra seria para beneficiar “cartas marcadas”? – Tirando da disputa pessoas que sofreram na fila?. Ou, ainda, um indício de incompetência e falta de noção dos organizadores, não necessariamente desonestidade?.

O Ministério Público precisa investigar, e trazer pelo menos, uma satisfação da gestão municipal aos candidatos inscritos.

O Simões Filho Online tentou contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Simões Filho, mas o órgão não atendeu as ligações, mais uma vez. Ultimamente, o Simões Filho Online tem buscado informações para prestar esclarecimentos a população a respeito de denuncias e questionamentos, mas a falta de uma assessoria eficiente deixa a comunidade sem um posicionamento oficial do município.