Faltam poucos dias para começar o pagamento do PIS 2017/2018

Autor: Simões Filho Online

Publicada em


A Caixa Econômica Federal vai iniciar o pagamento do Abono Salarial do calendário do PIS 2017/2018 a partir de quinta-feira (27). Cerca de R$ 16,5 bilhões serão destinados para pagamento do abono salarial no calendário 2017/2018. De acordo com o ministério, mais de 24 milhões de trabalhadores têm direito ao pagamento, contudo, muitos trabalhadores ainda se perguntam se têm ou não direito ao benefício. Para não restar dúvidas, preparamos as principais informações referentes a esse importante benefício que é direito de muitos trabalhadores brasileiros.

Os pagamentos serão de acordo com o mês de nascimento do trabalhador, e os valores do benefício do PIS 2017 e PIS 2018 variam de R$ 79 a R$ 937. Confira o calendário:

O que é o PIS?

PIS é a sigla usada para Programa de Integração Social. Esse programa é uma contribuição social usada para cobrir gastos do seguro desemprego e também do abono do PIS, que são pagos anualmente a milhões de trabalhadores.

O que fazer com o dinheiro do PIS?

O valor recebido com o abono do PIS 2017 e PIS 2018 pode ser utilizado de muitas formas. O Governo não especifica o que você pode ou não fazer com o dinheiro, pois não é preciso nenhuma prestação de contas posterior. Ou seja você pode usar como bem entender. Muitos aproveitam o valor extra no mês para fazer compras, pagar contas atrasadas ou poupar.

Quem pode receber o PIS 2017/2018?

As exigências para receber o PIS são: ser registrado no PIS, há, no mínimo, cinco anos; ter recebido do empregador remuneração mensal de até dois salários mínimos; ter desenvolvido atividade remunerada por, pelo menos, 30 dias no ano-base, e que a empresa envie sem erros os seus dados para a RAIS.

Qual valor a receber?

O valor a ser recebido é proporcional ao número de meses trabalhados. Só receberá o valor integral de 937,00 reais quem trabalhou os 12 meses do ano interior. Dessa forma, se uma pessoa X trabalhou 5 meses no ano base, vai receber apenas o proporcional a 5 meses do PIS completo que seria o total de um salário mínimo. Nesta mesma lógica, quem trabalhou apenas 1 mês vai receber apenas 1/12 e assim por diante. Só vai receber o valor total disponível (1 salário mínimo), quem trabalhou o ano base completo.

Veja a seguir o valor a ser recebido de acordo com os meses ou dias trabalhados.

Quem trabalhou um mês receberá R$ 79,00; 2 meses, R$ 157,00; 3 meses, R$ 235,00; 4 meses, R$ 313,00; 5 meses, R$ 391,00; 6 meses, R$ 469,00; 7 meses, R$ 547,00; 8 meses, R$ 625,00; 9 meses, R$ 703,00; 10 meses, R$ 781,00; 11 meses, R$ 859,00; e, por fim, quem trabalhou todos os 12 meses do ano base receberá R$ 937,00.

Como sacar?

Os pagamentos do são ordenados de acordo com o mês de nascimento do trabalhador, e os valores do benefício variam de R$ 79 a R$ 937, dependendo do tempo de trabalho durante o ano-base.

O trabalhador que possui Cartão Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, a um ponto de atendimento CAIXA Aqui ou aos terminais de autoatendimento da CAIXA. Caso não tenha o Cartão Cidadão, o valor pode ser retirado em qualquer agência da CAIXA, apresentando o documento de identificação.

Para as pessoas que são correntistas da Caixa Econômica Federal, no dia 25, os valores já podem estar creditados na conta; então para quem está ansioso aguardando, não custa nada tirar um extrato e conferir. Também pelo telefone é possível confirmar se os valores já foram creditados, basta conferir o saldo no telefone 0800 726 0505, opção 2.

Veja calendário do PIS 2017/2018