Fanfarras, blocos e marchinhas relembram carnavais antigos no Pelourinho

Autor: Redação

Publicada em


Foto: Paula Fróes/GOVBA

Como já é tradição no Carnaval de Salvador, a folia no Circuito Batatinha, no Pelourinho, é voltada principalmente para os foliões que preferem brincar fora dos circuitos mais consagrados ao som de fanfarras, blocos e marchinhas. Nesta terça-feira (4), os grupos Ritmo da Vida, Kintakintê, Escola de Samba Unidos de Itapuã, Varal do Cordel, Folia Mamulengo, Koru Cia de Dança e Som do Timbal mativeram vivas as tradições dos carnavais antigos com muita música.

O aposentado Eliel de Souza lembrou o passado com fanfarras. “É como a gente curtia o carnaval antigamente, com as fanfarras e marchinhas. É muito bonito pra quem viveu aquela época e pra os jovens também, que podem conhecer como tudo começou, com os bailes de mascarados. Estou experimentando uma nostalgia muito gostosa brincando o carnaval aqui no Pelourinho esse ano”.

Para Ney Ferreira, diretor do Varal do cordel, as fanfarras são uma boa opção para quem não conhece muito a região e quer admirar a arquitetura do local. “Como as grupos vão percorrendo as ruas do Pelourinho, é uma oportunidade para os turistas e até mesmo os baianos de outras cidades possam conhecer essa região.

O carnaval no Pelourinho conta com programação apoiada integralmente pelo Governo do Estado em 2019. Cerca de 100 atrações de diversos ritmos movimentam os Largos e Praças do Pelô durante a folia.