Filho de ativista social é espancado durante tentativa de assalto em Simões Filho

Autor: Redação

Publicada em


Iago Ferreira Oliveira, filho do ativista social Alberto de Avellar. Foto: Divulgação

O jovem Iago Ferreira Oliveira, filho do ativista social Alberto de Avellar, foi espancado depois de uma tentativa frustrada de assalto em Simões Filho, na região metropolitana de Salvador (RMS). O caso aconteceu nesta terça-feira (6/2), quando o rapaz realizava o transporte de passageiros no Distrito de Santo Antonio Rio das Pedras.

De acordo com informações publicadas pelo próprio Alberto Avellar, em seu blog pessoal, seu filho teria sido cercado por cinco homens armados. “Tentaram tomar de assalto o veículo, mas Iago tempestivamente reagiu, sendo brutalmente espancado. O jovem foi levado imediatamente a UPA do Cia 1, onde fora diagnosticado que havia sofrido escoriações e ferimentos em grande parte do corpo, além de fratura no braço direito, tendo a necessidade de cirurgia de urgência”, escreveu.

Ativista Social Alberto Avelar, pai de Iago. Foto: Arquivo/Simões Filho Online

Para Alberto Avellar, o caso ocorrido com seu filho, já se tornou corriqueiro na cidade e atribui o fato, a falta de observação dos governantes aos direitos prescritos na Constituição Federal, como segurança, educação, saúde, transporte e infraestrutura.

“A malandragem sabe muito bem as deficiências da Polícia Militar, apenas quatro viaturas e 120 homens para atender apenas 197 mil quilômetros quadrados na cidade[…] Mas o que pode-se dizer é que “Iago” é mais uma das vítimas, tal qual seu irmão Bruno Cerqueira, morto em Simões Filho 1, que entrará no mapa da estatística de violência urbana”, acrescenta Avellar.

O adolescente Bruno de Lima Cerqueira, 17 anos, que Alberto faz referência no texto acima, era filho dele e foi morto por diversos disparos de arma de fogo no dia 14 de agosto de 2016, no Bairro Simões Filho 1. O garoto foi atingindo no tórax, e não resistiu aos ferimentos.

VEJA MAIS NOTÍCIAS DE SIMÕES FILHO